Por aqui (maio)

Post no último dia do mês ainda vale né?

_DSC2611

Usando muitos pijaminhas e roupas de frio. O friozinho chegou por aqui e tiramos do armário as roupas de inverno. E Clarice consegue ficar ainda mais gostosa com macacões de frio e pijamas rs AMO ela com essas roupinhas.

IMG_5400

Comendo muitas panquequinhas de banana rs Clarice AMA banana, desde quando iniciamos a introdução alimentar dela, já demonstrou que a banana seria sua frutinha preferida. Descobrimos tem um tempo o ig @comidinhasdadiana que tem várias receitinhas saudáveis e gostosas para bebês e crianças. Depois de algumas tentativas acertei a receita e Clarice AMA as panquequinhas de banana. Fazemos aos finais de semana e ela não pode nem ver antes da fruta, se não recusa e só quer as panquecas rs Tem os quadradinhos de banana também que são sucesso por aqui.

_DSC2580

Lendo muitas historinhas. Meu peito se enche de orgulho em ver que Clarice gosta tanto dos livrinhos. Desde pequenininha eu mostro livros pra ela, conto histórias com entonação na voz e tudo. E ela agora ADORA. Começou a se interessar mais ainda e repete na sua língua as histórias que eu conto. Tem até os seus livrinhos favoritos.

IMG_5529

Aprendendo a se comunicar. Clarice ainda não fala, mas a cada dia que passa descobre formas de mostrar o que quer rs Seja com caras e bocas, mostrando, “falando”na sua língua. Essa fase é meio complicadinha porque ela já sabe o que quer, mas não fala né rs

Aos treze meses

527af7e2-d8f9-4cab-8cb4-3aad3dbb1643.jpg

Clarice

… tem oito dentes, e está nascendo mais dois

… finamente chegou aos oito quilos rs

… anda, corre e desce do sofá sozinha

… brinca muito com seus brinquedinhos, e adora os de encaixe

… ama livrinhos. Adora virar as páginas e quando a gente conta a historinha. “Repete” a história na sua língua, inclusive com entonação de voz, igual a mamãe faz rs

… come super bem. Muitas frutas, verduras, legumes. Boquinha santa (amém). Começou a gostar de pão, continua com sua alimentação super saudável controlada pela mamãe. Suas comidas preferidas são quinoa, franguinho, banana, panquequinha de banana, quadradinho de banana e manga.

… ama desenhos com música, em especial agora o Patati Patata. Só de começar a introdução já dá risadas e começa dançar. E como gosta de dançar, é a coisa mais fofa do mundo rs

… segura seu copinho sozinha pra beber água, mas continua não gostando de relar na comida rs tem nojinho

… é muito engraçada. Faz caras e bocas, sons, ri, gargalha imitando a mamãe, faz caminhão. Mas só em casa e na escola.  Cada dia que passa está ficando mais séria com outras pessoas.

… descobriu o rolo de papel higiênico do banheiro e a água das cachorras, para meu desespero

… ainda não fala, a não ser mamãe e papai. Mas balbucia sons o tempo todo, fala na sua língua rs

… teve sua primeira virose e vomitou e tomou soro pela primeira vez. Graças a Deus ficou dodói apenas um dia e se recuperou super rápido (amém).

… é a alegria da casa, e o desespero também, porque não para, cai o tempo todo rs sorte nossa que parece que é de mola e raras vezes se machuca.

Por aqui (abril)

Curtindo muito as férias da mamãe e do papai. Muitos passeios, chamego, carinho, tempo junto. Pode ter férias de dois meses duas vezes por ano? Teve piscina de bolinhas, zôo, shopping, parquinho, praia, aquário, Projeto Tamar, casa de vovô e vovó e muito mais. Que delícia ser criança.

Andando, andando e andando rs A pimpinha agora aprendeu de vez e não para. Parece que deram corda infinita rs vai de um lado pro outro, volta e vai, e não cansa nunca. Cai, levanta, agacha, levanta. Já até sabe abaixar e levantar sem apoio algum. Acabou-se o sossego (como se ele existisse antes né? rs)

13076726_1267842899895881_4635450907767443461_n

13083327_1267844199895751_858698861473460278_n

Comemorando o aniversário da pequena. Teve bolinho no dia no aniversário, teve festinha no dia seguinte (feriado) com a família, tudo pensado e planejado pra ela. Eu já disse que ela ama o desenho Mundo Bita né! Então o tema não poderia ter sido outro. Graças as muitas ideias da internet, ajuda de mami, irmã e tia, tudo saiu do jeitinho que eu queria e ficou LINDO. Vou fazer um post com detalhes quando eu pegar as fotos com a fotógrafa. Adianto que a Clarice curtiu a festinha inteira <3 Muito amor!

IMG_4792

Curtindo os brinquedos novos. Que delícia que é abrir os presentes e brincar com brinquedos novos, né. Me divirto com a Clarice rs as vezes até mais que ela, porque ela ainda não entende rs! Minha sala é a brinquedoteca da Clarice rs e eu nem ligo para a bagunça que fica. Acho tão linda essa decoração!

_DSC2447

Hibernando em casa. Se no início do mês pegamos praia com um calorão, no finalzinho estamos curtindo o quentinho de dentro de casa. O tempo virou de repente e de 35 graus de um dia foi pra 12 no outro. Loucura não? Tiramos as roupas do frio do armário, separamos as que não servem mais (ô fase pra perder roupa, né. Novinhas, lindas. Já vão para quem precisa) e a roupa que eu mais amo a Clarice agora pode usar: pijamas. Fala se bebê de macacãozinho ou pijama de frio não é a coisa mais deliciosa do planeta. Ela tem vários modelos como esse aí de cima e cada vez que usa tenho vontade de mordê-la (ainda mais).

Weekly Clarice: semana 52

Última semana das fotos semanais e um sentimento agridoce me domina. Lembro-me da primeira foto e uma incerteza se conseguiria fazer todas as semanas, afinal não é uma coisa muito simples, e um bebezico em casa toma todo seu tempo. Mas com a ajuda do papai, semana a semana registramos lindamente o crescimento da nossa pequena. E que alegria ver essas fotos reunidas (revelei individualmente, mas vou fazer um fotolivro, claro). Ver aquele bebezico se transformar nessa menininha linda me enche de alegria. Meu coração explode de tanto sentimento ao ver como você cresce linda, saudável, esperta e feliz. Poder acompanhar sua evolução por sete meses em tempo integral foi incrível. E depois, com a necessidade de colocá-la no bercário, a adaptação (mais minha que sua), consigo perceber hoje que foi uma boa escolha (embora eu não tivesse outra opção).

Você evolui diariamente. Essa fase é incrível. Você “fala”, resmunga, chilica, demonstra sua personalidade. Você “canta”, dança, anda, corre, brinca. Como você brinca. Adora seus brinquedos, seus livros. Já tem os preferidos. Ama que a gente conte uma historinha. Você ri, sorri, gargalha. Chora também rs mas é bem pouquinho (fora os choros fingidos que são mais constantes né). Você cai, levanta, cai de novo e levanta de novo. Insiste, persiste. Como é bom ser sua mãe pequena.

É cansativo, exaustivo, em especial nessa fase de um ano que você decidiu que não vai dormir mais que três horas seguidas (sendo bem positiva, as vezes nem completa duas). Eu sei que é fase, é tudo novo pra você. Tem mais dente nascendo, tem nenê crescendo e passando por muitos saltos de desenvolvimento e crescimento. Não há cérebro quieto que resista a tanta novidade. Você acorda, resmunga, quer peito, só quer a mamãe. E isso é outra coisa da qual me orgulho muito. Um ano de peito, de mamá exclusivo. Tudo bem que agora você não pega nenhuma mamadeira ahahahhaha mas essa é outra fase. Eu estou e estarei aqui sempre filha. As vezes com menos paciência do que eu gostaria (a quantidade de horas dormidas é proporcional à paciência e ao bom humor). Mas vou continuar me esforçando pra dedicar a você somente o meu melhor. Não é fácil, mas é possível.

Que venham as próximas 52 semanas recheadas de novidades. Amo você pequena, muito mais do que eu poderia expressar aqui.

Weekly Clarice: semanas 50 e 51

50_semana

Semanas cinquenta e cinquenta e um. Agora essa menininha é uma mocinha que ANDA. Sim, começou seus primeiros passos em uma semana e na semana seguinte já andava como se tivesse nascido sabendo. Anda, abaixa, levanta, pega objetos e volta sem apoio. É uma mocinha mesmo. Linda e encantadora. Que sabe diferenciar banana e mamão só de olhar e só abre a boca pra banana. Posso com uma coisa dessas? Posso?

51_semana

É uma mocinha meiga e brava ao mesmo tempo. Que está aprendendo a se frustrar e tem ficado um pouco nervosa com isso rs mas aos poucos aprende né! Anda, “fala”, escolhe, brinca, dança, alegra todos os cantinhos dessa casa, dessa vida, desse mundo. Minha pequena grande menina. <3 Quanto amor pode caber nesse meu coração?

Carta para Clarice – mês 12

Minha filha,

1 ano se passou daquele vinte de abril de 2015. Um dia que passou a ser tão especial na minha vida (e na sua também, claro). Você nasceu, filhinha, e a mamãe renasceu. Eu não imaginava o que e quanto mudaria na minha vida. Nas nossas vidas. E esse primeiro ano veio pra mostrar que os nossos planos não significam nada diante dos planos de Deus. Sim minha filha, você não foi planejada, veio a hora que quis e não podia ter vindo em melhor momento. Sério, não é pieguice minha não. Você chegou na hora certa, perfeita, e veio completar um espaço vazio que a gente nem sabia que existia.

Filha você é luz. Por onde passa alegra, ilumina, irradia felicidade. Quem te conhece enxerga o quanto você é especial. Tenho certeza que você tem uma missão especial aqui, na nossa família, e já está cumprindo de forma exemplar: você uniu, você intensificou o amor, você reaproximou, você fez muita gente voltar a sorrir. E é tão esperta, inteligente. Pareço aquelas mães babonas que só tem elogios aos filhos, mas é tudo verdade rs De verdade.

Fazendo uma pequena retrospectiva da sua vidinha, e tirando os primeiros dias de loucura quando se tem um bebezico recem nascido em casa, você não deu trabalho algum (fora acordar inúmeras vezes pra mamar – mas é seu direito né rs). Você mamou no peito (e mama até hoje) e eu não tive nenhum problema com isso (não tive bico rachado, peito empedrado, nada disso). Você não teve refluxo. Não teve cólicas. A introdução alimentar foi tranquila e você tem uma boquinha santa. Come de tudo que a mamãe faz. Seus dentinhos nasceram e fora algumas pequenas manhas você não teve nadica de nada. Você foi pra escola e não chorou nem um dia. A adaptação foi super tranquila e você ama suas professoras. Não estou falando tudo isso como troféu, e sim pra ficar registrado aqui para eu sempre me lembrar dos detalhes do seu crescimento. Sei que bebês dão trabalho, e você deu, claro, mas passamos e temos passado por tudo tão tranquilamente. Eu já disse antes, você é paz. Você traz paz.

Hoje você está tão moça, tão crescidinha. Já anda, já fala mamãe, papai. Já está cheia de dentes, já brinca com brinquedos de encaixe, já pula obstáculos na escola, já vai na cama elástica rs Você é observadora ao extremo. Pega coisinhas minúsculas do chão e olha, gira, observa, quer saber todos os detalhes. E quase nunca coloca objetos na boca. Sua curiosidade é com o olhar e o tato. Já conheceu o mar, experimentou água salgada (e um bocadinho de areia junto). Já sabe fazer choro fingido (é tão engraçado rs mas eu me controlo pra não rir. Tento ignorar, afinal, a senhorinha precisa de limites também né).

Filha, esse primeiro ano foi intenso. Foi um ano de dedicação, entrega e aprendizado. Ser sua mãe me transformou, eu já disse isso antes. Eu jamais imaginaria que seria capaz de me doar por inteira, de priorizar outra vida que não a minha. E de uma forma tão natural. Filha, eu não te cobro e jamais cobrarei por isso, faço por instinto, por desejo, por necessidade (minha). E sinto que será assim por toda nossa vida.

Comemorar seu primeiro ano é uma das alegrias da minha vida. Estrelinha do meu jardim. Minha pimpinha. Minha tchuquinha. Minha picuquinha. Celebremos esse seu primeiro aniversário com toda alegria que possamos nos permitir. Com um sentimento imenso de gratidão pela sua presença em nossas vidas, pela sua saúde, pelo seu desenvolvimento, pelas possibilidades que a vida tem nos fornecido. Sejamos grata minha filha, sempre, pela nossa família linda e especial. Por saber que podemos contar um com os outros sempre que for preciso. Hoje a sua felicidade e todas as suas  necessidades depende de mim, e eu faço tudo para garanti-las da melhor maneira possível. Mas sei que nem sempre será assim, e a minha missão é estar aqui, ao seu lado. Isso você pode contar, até quando Deus permitir, e em minhas orações diárias eu peço que ele nos guie por todos os anos de nossas vidas.

Feliz primeiro aniversário minha boneca. Que seja o primeiro, tão especial quanto os próximos. Ama. 

Com todo amor do mundo. Mamãe.

Weekly Clarice: semanas 48 e 49

48_semana

Quadragésima oitava e nona semanas. Quedê meu bebe? Meu bebe que (nessas semanas das fotos) arrisca seus primeiros passos, “fala” o tempo todo na sua linguagem, quer tudo na hora e chilica quando não fazemos rs Tão mocinha minha neneza. Cada dia mais difícil tirar a foto, ela rola, quer descer da cama (e já sabe descer sozinha como a mamãe ensinou rs), rola, dá gritinhos, foge da gente. Uma aventura rsrs

49_semana

Tão linda, tão encantadora. Estou especialmente emocionada nesses últimos dias às vésperas do seu primeiro aninho que só encontro palavras lindas para descrevê-la. Nem me lembro do cansaço dos primeiros dias com ela, do medo de acontecer alguma coisa enquanto dormia, das noites acordadas para amamentá-la (isso ainda acontece kkkk), das cuspidas de comida que ela dá na minha cara enquanto almoça ou janta (haja paciência). Todos esses detalhes não são nada se comparados a alegria de ver esse sorriso nesse rosto, acompanhar suas conquistas. Ai ai, essa semana promete rs.

Weekly Clarice: semanas 46 e 47

46_semana

Mais duas semaninhas de fotos. Gente, falta apenas UMA semana para acabar as fotos e Clarice completar um aninho. Essa menininha está cada dia mais esperta. AMO acompanhar o desenvolvimento dela. Cada dia uma novidade e sou eternamente grata por esse serzinho fazer parte da minha vida.

Na época dessas fotos, aprendeu a descer do sofá do jeitinho que a mamãe ensinou. Fica em pé sem apoio, me chama o tempo todo, balbucia diversas sílabas, aprendeu a colocar as cartinhas dentro do potinho (um brinquedo super legal que ela tem).

47_semana

Sorri muito, o tempo todo, mas só pra quem ela conhece rs Aos poucos ela se solta com os estranhos também. É tão linda (momento babação rsrs). Depois voltou com mais semanas. Não vejo a hora de ver o vídeo de todas as fotos juntas.

Pra você que decidiu não ser mãe

Antes de mais nada, quero dizer que esse texto não foi escrito para convencer ninguém a ser mãe ou o contrário. Na verdade, escrevi como uma reflexão para mim mesma, considerando os meus pensamentos do passado. Sim, eu tinha certeza que não seria mãe. Que coisa não? E eu acredito que se dê pra fazer tudo que eu cito aqui tendo filhos ou não. É uma questão de escolhas e tempo. Aqui é apenas a minha realidade.

Você que tem plena convicção de que não quer ser mãe nessa vida, tem tantos argumentos positivos quanto aquelas mulheres que sempre sonharam em parir. Eu já estive nessa situação. Sei que a vida é muito boa e tranquila sem um bebê. Uma criança. Um adolescente. E por aí vai. O dinheiro também rende mais. Rende mais viagens, mais roupas, sapatos, jantares fora. Rende mais o que você quiser. O tempo livre então! Sem comparação. As noites de sono. Os cuidados com o cabelo, a pele, os dentes. Sim, os dentes, porque ter um bebê em casa pode fazer você esquecer de escova-los. Coisas da vida, maternidade real. 

 

Não ter filhos garante muitas idas ao cinema, ou uns filmes em casa mesmo. Garante estar em dia com as séries no netflix (in memorian – aqui em casa). Garante as leituras em dia. Ahn as leituras. Livro, que isso, de comer? 

Não ter filhos diminuiu em alto grau as preocupações da vida. Sim, porque até quando não tem o porquê você se preocupa. Radar de mãe, não desliga nunca mais. 

Posso aqui escrever inúmeros motivos para não se ter filhos, considerando as vantagens financeiras, emocionais, psicológicas, enfim, quer tranquilidade mantenha-se apenas como um casal (ou solteira – como quiser rs).

É muito mais fácil convencer a alguém a não ter filhos, porque eu jamais, de forma alguma, vou conseguir transformar em palavras a maternidade. Não sei como descrever o que senti quando, naquela sala de parto, ouvi o choro da Clarice pela primeira vez. Não tem viagem inesquecível, promoção no trabalho, dinheiro na conta, limite no cartão, horas de sono, nada que se compare com aquele sentimento. Inexplicável. Eu senti fisicamente uma coisa, uma transformação visceral. Pra sempre. 

 

E a partir dali tudo o que eu imaginava de vida se transformou. Olhar aquele serzinho seu, que você pariu, que depende totalmente de você, hibernar nos primeiros meses de vida dele. Se enxergar naquele bebezinho. É uma coisa de outro planeta. Você se transforma. Você quer mudar o mundo por ele.

Pela Clarice eu sou mais paciente, menos agressiva, mais pacificadora. Por ela eu respeito mais as regras da vida. Eu paro no sinal amarelo, eu falo mais bom dias, eu respeito os limites de velocidade, eu separo o lixo. E foi genuíno. Acho que aquela chavinha que virou quando a Clarice nasceu mudou as configurações de mim mesma. Rs pra melhor.

Enfim, quando me perguntavam há dois anos quando eu teria filhos, eu sorria um sorriso amarelo e dizia: calma, ainda é cedo. Mas somos nosso próprio tempo, não? Gratidão pela Clarice ser tão decidida que escolheu até quando vir pra esse mundo. ❤️

Independente de qual for a sua escolha, seja feliz. A felicidade não está apenas na maternidade ou nas viagens de férias. Toda escolha tem suas consequências, sejam elas belas ou frustrantes, e para todas elas abrem-se portas incríveis, porém abre-se mao de outras coisas. Por isso que se chama escolha, certo? Acho que o segredo é o equilíbrio e viver bem com aquilo que se decidiu. E se você tem dúvidas da sua decisão, sempre há tempo de mudar o rumo das coisas. Somos nosso próprio tempo. 

Weekly Clarice: semanas 44 e 45

img_3753-1.jpg

As fotos continuaram, embora eu esteja bem atrasada em postá-las aqui. Na verdade faltam só duas semanas para fotografar. Minha pequena já vai fazer um ano – pausa para o choque em repetir essas palavras – Despausa.

Coisa mais linda acompanhar essas fotos. Essa menina linda, sorridente, que sabe o que quer. Que orgulho ser mãe desse serzinho tão especial.

img_3754.jpg

Amei os fundos dessas semanas. Nunca comento aqui sobre as escolhas dos panos, na verdade a escolha é bem aleatória, compro os que acho bonito e minha irmã também compra alguns. Esses de folhas e de dinossauros ficaram ainda mais bonitos. E a pequena, bom, sem comentários né! Em breve volto com mais semanas.!