nandabalieiro

739 posts

Carta para Clarice – mês 36

Clarice,

“Tereis” anos, minha filha. Você completou três anos e eu mal posso acreditar. Como assim aquele bebê que eu fotografava semanalmente tem agora “tereis” anos, como você mesma diz rs

Eu pisquei e agora tenho uma menininha em casa, que sabe falar o erre das palavras, que escolhe os livros na livraria, não tem medo de nada pela frente, pula, enfrenta, se arrisca, sabe que o mundo é todo seu. Ainda apaixonada pelo sapinho, muito precoce querendo só saber de letras e números, inacreditavelmente está lendo algumas palavras, reconhece e conta até o 100, em português e inglês. Mais do que listar tudo que você sabe fazer e nos impressiona, prefiro mais uma vez reforçar o quanto sua presença em nossas vidas alegra e ilumina. A gente se diverte, ri o dia todo, é cada coisa que você fala.

A escola nos chamou pra conversar, você ao mesmo tempo que é mais quieta que as outras crianças, está há anos luz na frente no aprendizado. Forma, cores, letras, números, palavras, livros, tudo isso te fascina e por mais que a gente mude o foco, você volta neles.

Sua festinha de três anos não poderia ter outro tema, né? ABC e 123 rs. Titia Mariana fez tudo: decoração, lembrancinha, caixinhas, tudo. E ficou tão lindo, você repetia a todo tempo que queria uma festa do abece um dois três.

A gente celebra sua vida, minha menina, porque você só trouxe coisas boas. Aprecia as coisas boas da vida, como uma boa música e brigadeiro. Por falar em música, você está encantada pelas músicas dos Saltimbancos. Canta todas, pede algumas específicas e aprendeu a tocar no xilofone a Minha Canção. O papai tocou uma vez e você logo imitou. Agora para nossa surpresa, do nada você tocou o refrão do Rebichada sozinha no xilofone. E reconhece todas as notas musicais. Não sei de onde você herdou toda essa inteligência, sensibilidade para música. Acho que são muitas vidas evoluídas em você, minha filha, não tem outra explicação não.

Eu desejo sempre minha filha, sempre, que você seja feliz. Se é música que lhe faz feliz, música você vai ter. Se são números ou letras, também terá. A gente anda procurando umas sarnas pra se coçar, achando que tem alguma coisa errada, aliás, muito certa com você. Mais pra frente você vai entender. Eu só não quero errar por deixar de fazer, por isso faço, mas sei que seu espírito evoluído que veio pra transformar que nos impressiona.

Continue assim, sensível, inocente e inteligente. Que sabe o que quer, que não precisa e nem quer agradar os outros. Que nosso amor te guie pelos melhores caminhos, que você continue fazendo a diferença e encantando todos ao seu redor.

Eu não consigo nem expressar o quanto tenho orgulho de ser sua mãe. Que Deus me dê muita sabedoria para ser a mãe que você merece.

Brinquedo favorito: lego, letras coloridas

Comida favorita: arroz, feijão

Música favorita: Todas dos Saltimbancos rs

Desenho favorito: Busy Beavers e Festa de Palavras

Livro favorito: Hora de Brincar, Sapinhos. Monstro Rosa

Brincadeira favorita: Balanço e escorregador. Massinha

Retrospectiva 2017

2017 se foi, muito mais rápido do que eu poderia imaginar.

Começamos o ano no nosso apartamento novinho, super contentes dessa conquista incrível que 2016 nos proporcionou. Após três longos anos vendo cada tijolo ser erguido, acompanhando a evolução do nosso sonho, nos mudamos no final de 2016 e começamos 2017 no nosso tão sonhado cantinho. Nele, uma menininha começou o ano dormindo na caminha no chão, largando o berço que a acolheu por quase dois anos. E foi logo no mês de janeiro, mal sabendo falar palavrinhas direito, que ela descobriu os números. Me lembro como se fosse hoje o dia em que ela repetiu de um a dez, olhando para um relógio de brinquedo enquanto eu trocava sua fralda. Ali começaria um caso de amor ahahahah Aí também começaria um combo de aprendizado, conquistas, evoluções, que ao longo do ano de 2017 transformaria minha bebezinha em uma mocinha linda, independente, inteligente.

Mal consigo agradecer o suficiente por vivenciar todas essas fases incríveis que esse último ano nos trouxe.

Junto com os números veio o amor às letras e as cores. A fase das cores foi incrível ahahahah ela não podia ver alguma coisa com a cor que gritava super empolgada. Em QUALQUER lugar. “Vermeeeeeeelho, avulllll, aiaaaaa” (era o laranja). Eu mal lembro que ela não sabia pronunciar as cores, e hoje fala tão bem. Um ano é realmente uma revolução na vida de um bebê de dois aninhos.

Foi um ano realmente incrível. Com viagens a praia, festinha de aniversário da Minnie mais linda, passeio no Blue Tree Park hotel, páscoa, festa junina, livros, sapinho, princesas, família.

No segundo semestre também teve mais novidades, Mamãe e papai conseguiram se organizar para voltar a fazer exercícios e cuidar da saúde, e inclusive voltaram a correr. Teve uma menininha que demonstrou que tava na hora de sair das fraldas e saiu. Simples assim, Começou no peniquinho e quando piscamos já estava fazendo tudo na “plivada”.

E junto com isso veio toda uma independência que só quem é mãe de uma menina nessa idade sabe como é rs escova os dentes sozinha (e aaaama escovar os dentes), quer empurrar o carrinho no mercado sozinha, quer subir na cama sozinha, descer, ir no banheiro, enfim, quer mostrar que aquela bebezinha do começo do ano não é mais uma bebezinha não.

2017 foi um ano de muito aprendizado. Aprender como lidar com esse serzinho que muitas vezes parece que tem 10 anos de idade. Aprender a lidar com sua curiosidade, sua intensidade, suas vontades. Mas viver tudo isso é ainda melhor. O dia dos pais na escola, a alegria quando está dentro de uma piscina, a fascinação pelas letras que é surreal de impressionante. A alegria quando encontra um escorregador ou balanço.

Eu mal posso esperar o que 2018 nos reserva. Uma menininha de três anos ainda mais esperta, a nossa família cheia de saúde (amém) e muitos momentos juntos.

Eu só tenho agradecer por nossas vidas, nossa menina, nossas gordas peludas, nosso trabalho, nossa vida. Que eu possa retribuir de alguma forma tudo que o universo nos dá. Que venha 2018!

Carta para Clarice – mês 30

Pituquinha,

Os dois anos e meio chegaram e com eles as palavras, as frases, o entendimento das coisas, a esperteza em um nível incrível. Que privilégio o meu, ter a oportunidade de ver um serzinho tão especial como você descobrir o mundo.

Você aos dois anos e meio tem uma energia impressionante. Sério. De ficar uma festinha de aniversário inteira intercalando os brinquedos pula pula e escorregador, e só parar na hora que o corpinho pede água e olha la rs

Você é fissurada por escorregador rs E temos a sorte de viver em um prédio que tem um playground com escorrega. Quer vê-la feliz? É só descer pra brincar um pouquinho. E você escorrega uma, duas, duzentas vezes sem parar rs E repete como na música: “eu quelo blincar de escorregador”. “Então brinca”, eu sempre respondo rs

Essa fase de falação é muito engraçada. Muito embora muitas vezes só a mamãe te entenda, a gente se comunica super bem e você se faz entender. Fala muito bem o “não quelo”. Eita que eu não aguento mais ouvir essa frase: é “não quelo” o dia inteiro. kkkkk haja paciência né.

Nós finalmente liberamos um pouco mais sua alimentação e você descobriu o bligadeilo rsrs Bobinha você né? Ahn o “pilulito” também, as duas coisas que você mais gosta do novo mundo de sabores ao qual foi apresentada. Mas continua comendo super bem, obrigada.

Filha, eu já disse mais de uma vez o quanto você é especial, importante, essencial nas nossas vidas. E vou sempre repetir. Você veio pra somar, e o tempo vai passando e a gente só tem mais certeza disso. Eu tenho até medo do quanto te acho incrível e especial, as vezes acho que sou exagerada em achar você linda, inteligente, esperta, diferenciada rs Toda mãe é meio coruja mesmo, né?

Você aprende diariamente, já aprendeu tanto, mas não mais que eu sendo sua mãe. Você me transformou e transforma todos os dias, a mãe que eu achei que seria pra você logo que nasceu já é uma versão tão diferente da que eu sou hoje. Uma versão tão melhorada, que entende todos os dias que estarmos juntos é tão mais importante que aquele brinquedo que eu comprei muito antes de você nascer. Que nossa parceria é construída diariamente, e eu já vejo o resultado disso quando você me olha nos olhos, chamando por mamãe, com um brilho no olhar que derrete meu coração, e me energiza tanto. Me faz querer fazer um mundo melhor por você, pra você.

As coisas não são e não estão fáceis no nosso mundo, mas você é a esperança pra esse mundo, pequena. Se tiverem mais crianças nesse mundão com sua inteligência, seu coração puro (e eu sei que tem), a gente continua acreditando que as coisas podem dar certo, Por você.

Você é o meu maior desafio. Eu leio livros sobre educação, pra tentar ser uma mãe melhor pra você. Eu aprendi a ler rótulos de alimentos, a combinações nutricionais, a separar o lixo corretamente, a cuidar de cabelos cacheados (eu aaaamo seus cachimbos), aprendi sobre educação positiva, a me controlar quando meu desejo é sair gritando pela casa (tá, as vezes isso acontece, mas é raramente rs). E ainda assim eu já errei muito, e você vem pra me mostrar tantos outros aprendizados importantes.

Eu sei que temos tanto pela frente ainda, minha tchuquíssima (já percebeu que você tem vários apelidos ne rs). Mas eu só tenho certeza de uma coisa: se continuarmos assim, juntas, companheiras, parceiras, conectadas como somos, venceremos todas as etapas que você terá nessa sua vidinha que está apenas começando. E saiba: eu serei sempre sua fã número 1, sua guia, seu porto seguro. Ouça a mamãe dizendo: I love you!

PL 2016: o álbum

Eu já falei diversas vezes aqui no blog sobre Project Life e o quanto sou apaixonada por esse projeto. É uma maneira linda de registrar nossas memórias através das fotos que tiramos. Eu acredito realmente que nossas memórias são importantes e devem ser registradas. E não só os grandes eventos de nossas vidas. Nosso dia a dia, especialmente depois da chegada da Clarice, Em 2012 eu fiz a primeira vez o projeto e, logo depois, mandei revelar o primeiro álbum. Na época eu ainda usava muito o photoshop (tinha tempo né rs), e fiz todas a páginas no PS. Em 2013 fiz outro álbum, de fotos do Instagram. Aí em   em 2014 eu comecei de novo o PL e não terminei o álbum devido a grande revolução na minha vida (leia-se gravidez rs), mas tenho vontade de terminá-lo. Ando fazendo umas páginas daquela época, quem sabe rs

Em 2015 eu descobri o aplicativo do project life. Minha vida mudou. Eu conseguia fazer todas as páginas na telinha do meu celular. Enquanto Clarice dormia no meu colo eu registrava nossa vidinha semana a semana. E o álbum pronto ficou absurdamente lindo. Claro que em 2016 eu continuei fazendo as páginas pelo aplicativo (e acho que tão cedo não vou parar).

Pra quem não liga muito para fotos ou registro do dia a dia, não vai entender o quão especial esses livros são. Eu pego na mão e revejo as primeiras semanas da Clarice em casa, um pedacinho da nossa vida tão lindamente registrado. É incrível rever e eu vivo pegando eles e me emocionando. Enfim, tudo isso pra falar que terminei o álbum de 2016, mandei revelar no shutterfly e ele ficou MARAVILHOSO, como sempre.

Único detalhe é que dessa vez fui taxada e tive que pagar uma grana extra para tê-lo em mãos. Mas mesmo assim valeu cada centavo.

Esse ano não mostrei as páginas aqui como fiz com o album de 2015, mas quem quiser vê-las, abaixo está o link para o álbum virtual do shutterfly. E já estou fazendo 2017, claro rs Usei o mesmo layout de capa em 2015, 2016 e usarei em 2017. Fica tão lindo vê-los juntos. Preciso mostrar também como estou organizando as fotos reveladas da Clarice em álbuns. Tudo organizado e lindo. Mas é assunto para outro post rs

Click here to view this photo book larger

Shutterfly baby photo books are the perfect way to preserve your baby’s precious moments.

#aosdois

Clarice aos dois anos e dois meses de idade:

  • fala (e sabe, e reconhece) todas as cores
  • conta o tempo todo (e sabe, e reconhece) os números
  • canta lindamente a musiquinha que inventamos para brincar: “Oi Clarice, oi Clarice, eu sou o Mickey, eu sou a Minnie, vamos brincar? Lá lá lá lá lá”

_DSC0751 copy

  • o animalzinho preferido é o Sapo
  • o desenho preferido é a “Luna” (e fala Luuuna, Júpiter, Claudio, na entonação dos personagens rs)
  • Filmes preferidos: Moana e Trolls
  • canta O DIA INTEIRO. De olhos vermelhos, cabeça, ombro, joelho e pé, um dia um passarinho, ó minha senhora e tantas outras musiquinhas, inclusive Don’t Stop da Madonna, Freak do Silverchair, ABC dos Jackson Five, Panic at The Disco (essas gostou quando ouvíamos no carro rs)
  • fala o número cinquenta desse jeito: cinquentauenta, cinquentauenta e um, cinquentauenta e dois (já aprendeu a falar cinquenta certinho, mas registrei aqui para não esquecer rs não me pergunte porque ela falava assim rs)
  • fala outras palavrinhas erradas que é a coisa mais linda: arcolílis, livlos, tlinta (ela é cebolinha), mamãe Finanda, papai Bluno, vovó Hiluisa, vovó Maliuda, Vovô Finando, Vovô Paulo, Titia Maliana, Titia Tathi, Titio Thiago
  • é simplesmente doida por números, canta a musica da “Mariana conta um” várias vezes ao dia, e sua Mariana conta até 20, 30, as vezes até oitenta ahahahah
  • livro preferido: Vamos aprender os números (óbvio rs). Mas também gosta do “Sons dos Animais”, O Carneiro Cacá e Sabores das Frutas

  • AMA livros. Claro que esse amor foi porque sempre oferecemos, mas ela está sempre com um livro ou uma revistinha na mão
  • Aprendeu a gostar de massinha
  • Brinquedo preferido: o amalelo e lalanja. É um abajur que projeta estrelas, corações e cores na parece e toca música. Desde um aninho ela AMA esse brinquedo, antes porque mudava as cores, agora porque projeta na parede as estlelinhas que ela tanto ama rs. Está na vibe do pianinho e do microfone também.
  • Come muito bem, arroz, feijão, legumes, frutas e verduras. Mas o alimento preferido é pipoca rs não pode ver o pote que quer. Sente o cheiro de longe. A panquequinha de banana também ainda está no top das comidinhas preferidas.
  • Não sei quanto está pesando e medindo, faz tempo que não vamos ao médico (graças a Deus). Quando formos atualizo o post.
  • Aprendeu a beber no canudinho (finalmente) e a comer sozinha com a colher (toda mocinha papando sozinha)

Isso é um pouquinho da Clarice aos dois anos e dois meses.

Carta para Clarice – mês 24

24 meses. 2 anos minha filha. E aquela aventura que começou com mamadas, trocas de fraldas, noites mal dormidas (pra mamãe, né) e preocupações absurdas se transformaram no dia-a-dia mais incrível ao seu lado. Que fase, minha filha. Que fase maravilhosa.

Eu poderia imaginar que tantas coisas legais estariam por vir, mas nunca chegaria aos pés dessa vivência surreal que tem sido nossa vida. Você é uma menininha intensa, deliciosa e incrível.

Seus dois anos chegaram e com ele uma festinha de aniversário mais curtida que presentes de papai Noel. Se eu tinha alguma dúvida se valeria a pena o dinheirinho investido, do primeiro ao último segundo da festa, tive a certeza: você veio pra essa vida para aproveitar. TUDO é motivo de festa, sorrisos e alegrias. Com os dois aninhos chegaram as músicas, as cantorias, as descobertas de um mundo que pra você significa brincar e curtir. E como você brinca. ADORA música, piano, chocalho, pandeiro, bumbum tamborzinho (é assim que você chama o tambor rs). A escola é sua segunda casa, e como você ama essa escola, e as tias da escola.

Você é tão linda. Sério, você é demais de linda rs Estilosa, cheia de personalidade. E mamãe capricha nos looks. E você sabe que é linda, faz charme, caras, bocas, e mamãe adora tirar fotos, fazer vídeos, como se eu pudesse garantir que cada segundo da sua vida seria registrado para eu nunca esquecer todos esses micro segundos incríveis que é vê-la crescer, se desenvolver, aprender. E como aprende.

Você é muito inteligente. Tá, que mãe que não acha o filho inteligente né! Mas você é muito mesmo. Um dia, alguém vai te contar de como aprendeu o alfabeto todo antes dos dois anos, de como sabe contar até sessenta, e reconhece os números até sessenta, e sabe ler seu nome, do papai, da mamãe. Não, eu não acho que você deveria saber tudo isso, pelo contrário, acho que você deveria era estar brincando com todas as princesas que a mamãe comprou pra você e você simplesmente nem ligou ahahahah mas fazer o que se você quer saber só de números e letras né! O sangue nerd fala mais alto. E você conhece e sabe o nome de todas as princesas, então a mamãe já está satisfeita rs

Você continua amando o sapinho, e canta a música do sapo não lava o pé e todas as suas devidas variações (tipo a sapa na lava a pá ahahah). E canta dona aranha, as músicas do Bita, Bingo, Mickey mouse, reza a oração do lanchinho, fala, canta, fala de novo. É demais toda essa falação rs não me canso de falar isso rs

Eu e seu pai somos loucos e apaixonados por você. A vovó Heluísa, a vovó MAliuda, vovô Paulo, vovô Finando, titia Maliana, titia Tati, madlinha, padlinho, todo mundo baba por você. E é por isso que nós abrimos mão temporariamente de horas do trabalho pra poder acompanhar de pertinho essa fase da vida que você cresce tão lindamente. Vê-la crescer (literalmente, perdendo as roupas rs) e desenvolver é um presente divino. Soa clichê, repetitivo, mas é demais.

Quero que saiba que pode vir os três, quatro, cinco, dez anos e estaremos sempre aqui. Babando pelas suas conquistas, apoiando nos tropeços. Fazendo planos pra que você possa ter uma vida repleta de amor sempre, com segurança, com momentos felizes, cheio de música, filmes, princesas, números ou letras. O que você quiser.

Seja cantando a música do sapo ou do Darth Vader, gostando de Trolls ou mulher maravilha, querendo beber somente água, rejeitando o chocolate pra comer biscoito de arroz (oi, é minha filha mesmo?) ahahahha

Eu me orgulho de você, dos seus gostos, da sua saúde, da sua alimentaçao, das suas escolhas, da sua educação. Sei que estamos no caminho certo e o meu coração se enche de amor.

Mesmo nos momentos de dúvidas e incertezas, aos poucos você vai provando que é única e especial. Que veio pra transformar visceralmente minha vida, me encher do amor que me deixa louca, surtada, emocionada.

Que possamos viver sempre essa nossa vida, com direito a viagens, filminhos a tarde, pipoca, panqueca, biscoito de arroz (tá!) e um chocolatinho também (quando você decidir que gosta dele rs).

 I love you chuchu!

Carta para Clarice – mês 18

_dsc5170-copy

Minha filha,

Um ano e meio! 18 meses se passaram daquele 20 de abril de 2015. Rápido, intenso, incrível. Poderia escrever muito mais sobre todo esse tempo que já passamos juntos (que por sinal, parece muito mais), mas vou escrever sobre você. Você com um ano e meio é a coisinha mais incrível desse mundo. Sabida, esperta, dona de si, independente (se acha, né! rs) e linda. Como você é linda. Sério, é um absurdo a sua beleza. Por dentro e por fora, você é um serzinho de luz.

Essa fase de ter um ano e meio de vida é surpreendente. É muita coisa nova. Todos os dias você nos encanta com uma novidade. Aprendeu a colocar os sapatos, aprendeu a encaixar as argolas na ordem, a diferenciar os objetos das cartinhas, a reconhecer os animais do livro (TODOS). Sabe quem é o Mickey, a Minnie, o Pateta e o Pato Donalds. Você sabe, sabe tanta coisa meu amor. E isso é tão pouco perto detido que você ainda vai aprender e a mamãe já baba tanto.

_dsc5443-copy

Ter você em nossas vidas é uma mistura de êxtase e exaustão ahahahaha. É uma delícia acompanhar seu crescimento, desenvolvimento, suas descobertas. E sua personalidade. Eita menininha de personalidade forte. Sabe o que quer, e quer, como quer. Mas sei que essa fase é normal, e nós estamos aqui pra te direcionar, te mostrar que nem tudo é sempre como você quer, mas no final fica tudo bem rs.

Você é ainda um bebezinho, mas quer mostrar que já é moça. Que escovar os dentes sozinha, colocar sapato sozinha, andar sozinha (e correr né rs). Tanta energia para uma pessoinha de apenas 80cm rs

_dsc5699-copy

Falar (ou escrever) sobre você é uma das minhas coisas favoritas do mundo. É só dar uma brecha que eu e seu pai (e avó, avô, tia) tiramos o celular do bolso, mostramos fotos, vídeos, falamos de você rs coisa de gente babona mesmo. Mas é impossível não babar. rs Olha a doçura e a delícia que você é!

Claro que nem tudo são flores. Temos nossas noites mal dormidas, nossos ímpetos de mau humor (né!), os chiliques passageiros rs Mas eu me orgulho tanto do nosso jardim minha pequena.

Todas as noites agradeço a Deus pela sua saúde, sua inteligência, sua presença em nossas vidas. Eu, que mal sabia que queria ser mãe, hoje me descubro realizada com sua presença. Completa mesmo.

_dsc4978-copy

Que eu não me esqueça, minha pequena, de alguns pequenos detalhes e aventuras dessa fase da sua vida que enche meu peito de amor, minha alma de felicidade:

  • como gosta de “resolver” as coisas na cama: é só falar “vamos resolver” que você pega fogo, corre pra cama da mamãe e do papai rs
  • como gosta de dançar: tagarela, do Bita, Pai Francisco e Pintinho Amarelinho, da Galinha, Coça a cabeça, do Patati Patatá, Carangueijo não é peixe. E AMA girar, roda, roda e fica tontinha rs
  • como faz os gestos das musiquinhas: a florzinha abre e fecha, o pintinho amarelinho, os dedinhos, mindinho, seu vizinho rs
  • como gosta quando a gente coça suas costas: “coça, coça as costinhas, coça, coça a nenezinha”
  • como ama, AMA, os fantoches, nessa ordem: sapinho, gato (miau), girafinha. E recentemente se apaixonou pelo Mickey e a Minnie. Mais o Mickey rs
  • como gosta de colar os ímãs na geladeira rs e gosta que a gente fale muito bem toda vez que consegue fazer alguma coisa sozinha <3

Obrigada minha pequena pela sua existência, por sua perfeição do jeitinho que você é. A gente AMA até o infinito, duas vezes, ida e volta. <3 <3 <3

Aos quinze meses

_DSC3613

Clarice

… tem CATORZE dentes

… pesa oito quilos e oitocentos gramas (peso pena rs)

… tem 74cm (minha chaveirinha)

… brinca muito com seus brinquedinhos, e adora os de encaixe.

… não mama mais no peito. No dia que completou 15 meses fizemos o desmame (assunto pra um post específico), mas adianto que não foi tão natural como eu gostaria, mas foi muito mais tranquilo do que eu imaginava. E agora, cinco dias depois, posso dizer que ela dorme a noite inteira (finalmente rs).

… continua comendo super bem. Mamãe continua acompanhando e controlando a alimentação, com muitas frutas, verduras, legumes. Como ela não gostou de nenhum leite (quando eu digo nenhum, é nenhum mesmo rs), estamos variando com iogurte com frutas. Mas espero que uma hora ela aceite o leitinho rs

_DSC3897

 … AMA as panquequinhas de banana e come com as mãozinhas sozinhas. Ela nunca gostou de colocar a mão na comida e agora está explorando isso rs

… AMA livrinhos e os favoritos são os “Que bichos mais bonitinhos” e “Um amor de Cãozinho

… BRINQUEDO favorito: das cartinhas. Adora ver os desenhos, guardar no potinho, encaixar. Cada vez aprende uma coisa nova desse brinquedo. E o sapinho, inseparável sapinho.

… DESENHOS favoritos: Bita, Patati Patata

… CONTINUA a cara do papai rs Ela é muito parecida fisicamente com o Bruno. TUDO é dele, mãos, pés, rosto, até o cabelinho rs

… cada dia mais delícia, uma coisa nova, AMO mais que tudo.

Eu nunca vou me esquecer

IMG_6299.JPG

Eu nunca vou me esquecer o dia que descobri a gravidez. O choque que eu fiquei ao ver o positivo. O mix de sensações que a partir dali eu passei a sentir.

Eu nunca, nunca vou me esquecer quando descobri que era a Clarice. A gargalhada que eu dei, a reação do Bruno, a alegria que preencheu todos os pedacinhos do meu corpo e da minha alma. Nunca.

Eu nunca vou me esquecer a primeira vez que vi o seu rostinho. Eu fecho os olhos e lembro daquela cena. Aliás, eu lembro de olhos abertos. Daqueles olhinhos pretos, aqueles cabelos escuros e molhados, aquele bico de choro. Nunca vou me esquecer do segundo que escutei o seu chorinho. Eu nunca vou me esquecer o primeiro banho em casa, o dia que você pegou o peito de verdade, o sentimento de alívio.  Os sorrisos dormindo, os sorrisos me olhando.  As manhãs e as tardes com você, pequenina, aninhada no meu colo. Eu nunca vou me esquecer a primeira rodadinha na cama, eu nunca vou me esquecer do sorrisinho embaixo do peito, olhando pra mim, enquanto mama.

Eu nunca vou me esquecer a primeira vez que aprendeu a encaixar as cartinhas, que engatinhou, que deu os primeiros passos, que segurou o copinho de água sozinha. A primeira vez que me chamou, mamã. Não vou me esquecer de quando decidiu que não gostava mais de mamão e, mesmo a mamãe disfarçando pra dar, você cuspia. rs Não vou me esquecer do quanto você gosta das panquequinhas e as come tão bem. Não vou me esquecer das cusparadas de comida na minha cara que muitas vezes me estressaram.

Não vou me esquecer que sorrimos muito, mas muito mais do que choramos. Mas também não vou me esquecer do chorinho de dor que partiu meu coração algumas (poucas) vezes, que me fizerem sentir impotente como mãe, que me partiu o coração. Quando engasgou, quando pingamos o remédio no seu olho sem querer, quando teve uma febre, quando teve que tomar soro.

Não vou me esquecer das inúmeras vezes que senti medo de morrer. E das tantas vezes que repito pra mim mesma: não pense nisso. Antes isso NUNCA havia passado pela minha cabeça. Hoje é uma constante só por que você existe.

Eu lembro e relembro tantas coisas que não quero esquecer, que repito pra mim mesma: você não pode esquecer. Mas sei que muitos outros bons momentos virão, e preencherão minha memória que já não é tão boa como era antes. Mas eu não quero, não posso esquecer essas pequenas alegrias que preenchem meu coração e me fazem ter a certeza: valeu e vale a pena.

IMG_5110

52 semanas – vídeo

Depois de fotografar a Clarice todas as semanas no seu primeiro ano, segue o vídeo com as fotos. Fiz no app de celular mesmo, queria fazer algo mais elaborado mas mal tenho tempo de ligar o computador. E vendo todas as fotos juntas assim é tão lindo. Em breve farei o álbum.