diário

427 posts

Eu nunca vou me esquecer #parte4

Eu nunca vou me esquecer do dia que você pediu para Siri: “Ei siri, play matirio uor”, by Madonna ahahah E quando disse que a Nina morava no décimo andar e você no dezessétimo. Ou quando me disse que a música era minha porque eu era desafinada. A música que estava tocando do Legião Urbana “E esta justiça desafinada, é tão humana e tão errada”. Ou quando você estava em cima do cavalo de brinquedo e falou: “eu sou uma cavaleiradora”.

Eu não vou me esquecer de quando eu estava cantando a música Stupid Love, da Lady Gaga, e você me disse: você não está cantando conforme o padrão de repetição. E nem quando você me disse para eu colocar as músicas de natal para tocar que você ia ficar no sofá curtindo.

Eu nunca vou me esquecer de quando eu estava cantando a música da Bennee e falei la la la I’m Lucky chic, e você me corrigiu: não é Lucky, é lonely.

Eu nunca vou me esquecer de quanto você quis dar o nome para sua Sapinha nova de Xadreza. Porque ela iria ser amiga do Ludo rsrsrs. Ou quando você não deixou eu escolher a Potato para brincar porque a potato é sua VIDA (drama Queen ahahah).

Não vou me esquecer das noites antes de dormir, que você repete por diversas vezes que eu sou a melhor mãe de todas. Que me ama muito, sempre, até o infinito. Não vou me esquecer de quando te chamei por duas vezes brava porque você não me respondia, e de repente você disse: mamãe, assim você atrapalha minha concentração.

Não vou me esquecer de todas as perguntas: como se faz a televisão? porque as pupilas não param de se mexer?  como o coração consegue levar sangue para todos os cantinhos do corpo? faz umas continhas pra mim pra eu mostrar como eu sou boa em matemática?

Tudo isso eu iria me esquecer, mas escrevo aqui para sempre reler e lembrar o quanto a vida é mais divertida com você, minha pequena.

Carta para Clarice – mês 60

Filha,

Há 5 anos entrei em um oceano profundo. Entrei por vontade própria, consciente.  E eu não sabia nadar rs Entreguei minha alma ao completo desconhecido da chamada maternidade. Quando vi tinha um serzinho no colo. A partir daí fomos caminhando, e acho que estamos fazendo um bom trabalho juntas. Minha filha, você é luz extrema, energia pura de amor. Me ensina todos os dias a viver o presente com poesia.

É louco pensar que você chegou à metade da infância tão rápido. Quero muito que você voe alto, leve. E que você encontre em mim um porto seguro, um abraço sempre quente.

Estamos construindo uma relação tão linda. Você não tem medo de se abrir comigo, contar as coisas “erradas” que faz. Como comer unha ou pintar partes do corpo quando não é hora disso. Mas dá pra contar nos dedos das mãos as vezes que você apronta. Você é uma menina tranquila nas artes, mas super ativa de energia rs não para, fisicamente falando, pula, dá cambalhotas, escorrega 400 vezes seguida no parquinho e chega em casa com energia ainda. Nunca está cansada.

Você já lê tão fluentemente que as vezes até esqueço que tem só cinco anos. E por ser tão precoce, preciso relembrar sempre que você tem só cinco anos.  É perfeccionista que chega ser chata. Corrige tudo, toda hora. Haja paciência rs. Você ama livrinhos, mas o que gosta mesmo são os gibis da turma da Mônica. Aos 5 anos você consegue fazer mais perguntas do que o meu cérebro consegue processar. Tem conversas mais interessantes que muito adulto, e a vida é muito divertida ao seu lado. Você fala sobre planetas, línguas, experiências científicas, abecedários e monstros. Você é um universo inteiro, e tem sido incrível viver essa vida com você.

Estamos passando por uma fase difícil de confinamento e isolamento. Sua energia está a mil e estamos dentro de casa, mas temos nos virado para passar esse tempo com criatividade. E você é muito criativa. Inventa brincadeiras com alpha e Number blocks, lego, gibis e bonecos. Brinca na rede, brinca na sala, brinca no quarto. Muitas vezes brinca sozinha e pede pra eu brincar junto. Eu fico sentida por não ter outras crianças, mas temos o privilégio de ir de vez em quando para Bauru e você brinca até se acabar com sua prima melhor amiga favorita Helena rs

Você gosta de arco íris, letras, números e lego. Inventa histórias, mundos, sempre sendo a princesa guerreira do alfabeto rs Ama sua galocha, meias coloridas e mm. Adora arroz (ainda), mas nessa pandemia experimentou cachorro quente, hambúrguer, pastel e strogonoff (seu prato preferido).

Amo ver o quanto somos parceiras e temos um mundo para descobrir juntas.

Te amo, minha pequena. 💕 Parabéns pelo seu dia.

#aosquatroemeio

Clarice aos quatro anos e meio:

  • continua amando a turma da Mônica e seu personagem preferido é o Cebolinha
  • está alfabetizada
  • lê livros e interpreta os textos
  • reconhece números até os milhares; faz contas simples e sempre tem uma pergunta que envolve uma resposta de número negativo ou com vírgula que eu evito responder kkkk
  • sabe o dia, o mês e o ano que estamos. E sabe o dia da semana também
  • ama Beatles e conhece mais as músicas do que eu
  • adora jogos em família: cara a cara, pula pirata, quem sou eu, cai não cai
  • começou a fazer amizades na escola e sua melhor amiga é a Giulia
  • é extremamente carinhosa: fala eu te amo várias vezes ao dia, e também quando está prestes a levar uma bronca kkkk
  • reza todos os dias antes de dormir para agradecer pelas coisas boas que aconteceram naquele dia, e muitas vezes o agradecimento é “pelo nosso amor, pela nossa família” e isso me deixa absolutamente mais encantada ainda por ela
  • fala muitas vezes obrigada e por favor. Algumas vezes precisamos lembrá-la, mas quando ela diz naturalmente, dá um orgulho danado
  • está na fase de ficar brava, de mal, faz cara feia para mim, eu me seguro para não rir
  • faz balé, judô e robótica na escola
  • ama sua escola, suas prôs e pede para ir pro nível IV sempre (próximo ano na escola)
  • começou a se interessar por assistir filmes de desenho, já vimos vários, como Carros, Frozen, A princesa e o sapo e vários outros, estamos criando um dia do filme para virar tradição aqui em casa
  • Não assiste TV
  • Já foi em mais exposição, teatro e museus do que eu na minha vida toda
  • Tem tarefa na escola três vezes por semana. E quer fazer a tarefa ASSIM que chega da escola kkkk
  • É apaixonada pelos avós, tios, padrinhos e primos. Sempre fala deles, fala que sente saudades, fala que queria morar em Bauru. Especialmente depois de passar uns dias com eles, sente muita falta, o que me consola é que as casas dos avós e padrinhos está sempre aberta para ela (e para nós)
  • AMA livros. Faz cocô lendo livros ou gibizinho kkk e enquanto não acaba o gibi não sai da privada (too much information)
  • É muito inocente. Absurdamente. Eu não sei o porquê, mas ela não bate, não briga, não tem as conversas como as meninas da idade dela que já falam frases como “não sou mais sua amiga”, ou que nessa idade, pasmém, já querem ter namoradinhos e ver os meninos com outros olhos. Eu não sei até que ponto isso é bom, porque ela não entra nem pra se defender direito.

Música preferida: Qualquer uma dos  Beatles  ou Melim

Livro Preferido: O Grúfalo, Julia Donaldson

Comida Preferida: Continua com o arroz e feijão, mas adora chocolate e pirulito, e croissant de chocolate também

Brincadeira preferida: jogos em família ou parquinho

Eu nunca vou me esquecer #parte3

Eu nunca vou me esquecer do dia que eu perguntei “Clarice, que música você quer ouvir?”, e você me respondeu “A culpa deve ser do sol, do Chico Buarque”. Desse jeitinho assim. E quando acabou, ainda me disse: agora Sarandupió.

Eu não vou me esquecer do dia que perguntei o que você fez na escola, e você me respondeu: escrevi Chase. Eu: Como? Você: Tê, i, e, esse, e. E do dia que voce soletrou google. Gê, ó, gê, gê, ele, e, e depois falou Gógle. Assim kkkk. E do dia que eu tive que adivinhar que música era we ser no susha ryca. Demorou até eu perceber que era Come Together, dos Beatles.

“He wear no shoeshine

He got”

Não vou me esquecer de ouvir você contando: cem, duzentos, trezentos, quatrocentos, cincocentos… milcentos, ops, não, é mil klkkkk

Eu não vou me esquecer das suas frases:

  • A luz não está apagada, está acendida
  • Tô com o olho abrido, mamãe
  • Mamãe, a Kumi é muito impressionante
  • Na oração antes de dormir: Obrigada pela batatinha, e pela dança do beat bugs com a mamãe
  • A gente indo para o shopping, você soletra: estamos indo para o cê, agá, ó, pê, i, eme, chópim kkkkk
  • Vendo a roda gigante que foi montada no shopping, você exclama: mamãe, igual o Ticket to ride.
  • Você dentro do carro: Uauuu, é fascinante, a casinha é um castelo (era uma igreja rs).
  • Eu gritando com o papai: mamãe, não fala assim com o papai. Você vai perder o seu direito kkkk
  • Mamãe, eu fiz um susto (quando se assustou com alguma coisa)
  • Senta que a mamãe vai esquentar o seu papá. Não, mamãe, você vai geladar o meu papá
  • Eu pinti dentro do vê

Eu não vou me esquecer quando você chegou da escola cantando. a música que um dia eu cantei também, e nem lembrava que ela existia:

Essa é a história da serpente

Que desceu do morro

Para procurar um pedacinho do seu rabo

Você também, você também

Faz parte do meu rabão

Eu nunca vou me esquecer da gente brincando de o que é o que é e você escolhe qualquer coisa e descreve perfeitamente a brincadeira. Não vou me esquecer de quando você inventou: o que é o que é, uma árvore bem grande que começa com a letra n: natal! kkkkk

Eu nunca vou me esquecer de quando você voltou a brincar com a tartaruga de fantoche e disse que ela se chamava Ramina. Eu achei lindo e você quis soletrar o nome dela. Agá, á. Oi? Com h? E você disse: é, Hamina é com agá, igual hambúrguer (leia-se com sílaba de erre no começo kkkk). Eu não vou me esquecer do quanto você gosta da sua sapinha Potato. Você leva ela para todos os lugares, desde um aninho de idade. E diz que ama, diz que é sua amiga, fala mais eu te amo pra Potato do que pra mim kkkk

Eu nunca vou me esquecer quando chegamos na porta do colégio Cene e você leu o site deles: uuu colégiocene com bri kkkk

Não vou esquecer as frases:

  • Espelho espelho meu, existe alguma criança que não gosta de comer massinha?
  • Mamãe, quero ir na picoleria
  • Tentando pegar meu celular: mamãe, finge que eu sou um adulto (eu falo que celular é coisa de adulto kkkkk)
  • Quando eu disse: Clarice, vem experimentar o tênis. Tênis não é de comer mamãe

Eu não vou esquecer você cantando e dançando a música de dia das mães:

E ver o mar quebrar, poder te abraçar

E antes de deitar imaginar quando vai ser

Quando eu te encontrar, velhinha no sofá

Cabelos de algodão e muita história pra contar

A mamãe registra tudo aqui para não esquecer desses momentos tão especiais e divertidos nas nossas vidas, que a mente uma hora vai esquecer e eu vou poder sempre relembrar. 

#aosquatro

Clarice aos quatro anos de idade é uma menininha incrível. Esperta, inteligente, de muito bom gosto. Encarou a mudança pra São Paulo com a maior naturalidade, se adaptou super rápido por aqui e é a melhor parceira de aventuras que existe.

  • Está no nível 3 na escola
  • Ama sua escola, suas prôs, seus amigos. Se desenvolveu absurdamente esse ano. Conta as coisas da escola, fala dos amigos, e ainda escolheu fazer balé, judô e robótica.
  • Está completamente alfabetizada (aprendeu a ler sozinha com menos de três anos e hoje lê livrinhos de historinha)
  • Ama Beatles, The Beat Bugs, Mundo Bita e Chico Buarque
  • Gosta de alguns rocks pesados do papai, como Slipknot e Marilyn Manson. Até canta as músicas preferidas rs
  • Seu beatle preferido é o Jhon Lennon
  • Conhece e reconhece todas as notas musicais de ouvido. Aprendeu a tirar algumas musicas no teclado (dona aranha, ciranda cirandinha, cai cai balão e até Yellow Submarine)
  • Está numa fase completamente apaixonada por turma da Mônica. Seu personagem favorito é o Cebolinha. Tem um pelúcia que ela dorme e acorda com ele, beija mil vezes e diz que o ama o tempo todo rs Ama os gibis, algumas vezes lê as histórias, outras vezes olha os personagens e inventa as próprias histórias. A sua imaginação é a coisa mais linda.
  • É muito carinhosa: beija, abraça, quer colo. Mas só quando quer rsrs
  • É a melhor parceira que existe. Vamos juntas em bares, restaurantes, museus, shoppings, teatro. Nas viagens anda muito, as vezes pede colo, mas eu logo falo, “ué, você não quer conhecer novos lugares?” Pronto, continua andando como gente grande. Sempre juntas, sempre se diverte. Explora os lugares, finge que está tirando foto, dança e canta o tempo todo. É super engraçada.
  • Adora andar de metrô aqui em SP. Não pode sair de casa sem passar numa livraria. Esses dias fomos passear e ela disse: esquecemos de passar na livraria 

  • Continua apaixonada pelo sapinho. As vezes deixa ele de lado, mas quando o encontra é só amores. Fala que ama, diz que está amando o sapinho rsrsr
  • Já conhece mais lugares em São Paulo do que algumas pessoas que nasceram em São Paulo rs vamos em todos os lugares: shows, museus, exposições. Estamos curtindo cada pedacinho dessa nova cidade.
  • Se troca sozinha, escova os dentes, coloca tênis, come sozinha, quer fazer tudo SO ZI NHA. As vezes cansa, haja paciência, mas é tão lindo vê-la crescer e ficar cada vez mais independente. As vezes até demais

Sou suspeita porque amo todas as fases, mas cada dia que passa fica mais incrível ter Clarice com a gente. Um aprendizado diário, muitas risadas das pérolas (preciso fazer um post sobre isso – escrevo nas notas do celular – preciso eternizar aqui).

Voa filha, que o mundo é seu, e somos sua platéia.