Meme literário: dias 17, 18, 19 e 20

Cite um livro que você achou que iria gostar e acabou não gostando.
(Fale sobre ele)

A última música e Querido John, de Nicholas Sparks. Na verdade, não é que eu não gostei, mas todo mundo estava lendo, dizendo que chorou do início ao fim e tals. Daí fui SUPER empolgada comprar, afinal eu AMEI Diário de uma Paixão, tanto o livro como o filme, e nesse eu realmente chorei. Não que eu goste de chorar, mas a história é incrível e eu gosto de livros que passem uma “lição’, sabe, que são uns “tapas na cara”. Daí fui ler o primeiro, e pá, acabou e não achei nada demais. Daí li em seguida o segundo e pá, de novo, nem tchum. Acho que criei muitas expectativas, mas não é leitura perdida não. Só deixe-os pro final da sua pilha pra ler rsrsrs.

Você lê livros que não são para sua idade?
(Como livros infanto-juvenis ou YA para quem é adulto, ou livros adultos para quem é adolescente.)

Sim. Essa é fácil. Minhas últimas leituras tem sido  infanto-juvenis, os livros a série Como treinar seu dragão. Adoro livros assim, leitura relax que te leva muitas vezes pra um mundo fantasioso.

Qual é o livro que você leu, gostou e recomenda para todo mundo ler também?

Essa resposta eu daria fácil Ensaio sobre a cegueira, do Saramago. Mas depois do filme acho que muita gente acabou lendo o livro. Então, vai um outro que tem o nome parecido, mas que é bem diferente e igualmente incrível: Ensaio sobre a Lucidez do mesmo autor. Tão cheio de questionamentos políticos, humanos, um livro que lhe transforma ao terminar de ler. Lê e depois me conta o que achou.

Você gosta de poesias?
(Qual o seu poeta ou poema favorito?)

Ahn isso me lembra que há tanto tempo não leio poesias. Eu AMO poesias. Foi assim que Bruno me conquistou (ai aiiii suspiros rsrsrs).  Tenho uma pastinha com tantas poesias dele… AMO Fernando Pessoa, Neruda, Mario Quintana, Clarice Lispector (antes de todas as frases feitas do faccebook virarem dela rsrsrs). Mas meu preferido tinha que ser esse poeta real que eu tenho aqui do meu ladinho, né? Sem pretensão alguma: Bruno Pinheiro. E minha favorita (uma das), um soneto lindo, bem antigo, mas que eu sempre me lembro:

Que o tempo de te amar venha temprano
Como a luz da manhã beijando o Tejo,
Porque não tenho noutra o meu desejo,
Porque não quero longe estar um ano.

.

Vês? Não há dor nem pranto neste plano:
A Fé é a coisa mais bela que vejo,
Saudade não macula o novo beijo,
O tempo não apaga o amor romano.

.

Na coisa pretendida, minha amada,

Empenhemos a nossa fé, vertente
À própria coisa, certa ser sagrada.

.

Para provar dos favos, sois contente
No tempo que já temos destacada
A intentada de amar eternamente.

Lindo não? Sou uma mulher de muita sorte, vocês nem imaginam o quanto.

2 comentários em “Meme literário: dias 17, 18, 19 e 20

Deixe uma resposta para Seguros Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo