livros

43 posts

Sonetos em Branco e Preto

capa

Orgulho que não cabe em mim. 100 poesias escritas pelo Bruno, publicadas em um livro que ficou lindo e encantador. Conforme sua própria descrição do livro, “são poemas minuciosamente separados em duas partes distintas que não denotam a temática de seus versos, mas a inspiração por detrás de suas elaboradas linhas”.

As poesias foram escritas ao longo de 10 anos e eu estou radiante de felicidade de ver o sonho dele realizado, e espero que as pessoas gostem tanto quanto eu. O lançamento será dia 24/09, na livraria Emporio Cultural, em Bauru mesmo, no Shopping Boulevard. Quem for daqui, está convidado, a partir das 19h.

Em breve divulgo aqui a possibilidade de comprar online o livro físico ou o ebook. Por enquanto, só estará disponível após o lançamento nas lojas físicas das livrarias Empório Cultural e Jalovi, em Bauru mesmo. Mas caso alguém tenha interesse, pode entrar em contato comigo que eu envio por correio. O preço é R$29,90.

Amigo secreto literário – @tracinhas

Estava eu no twitter quando a Ana agitou um amigo secreto literário. Logo fui me convidando pra participar, afinal, melhor que comprar livros é ganhá-los, certo? De repente me vi no meio de 25 meninas mega fofas trocando emails e vendo surgir o twitter das @tracinhas, o grupo animadíssimo de email e o tumblr.

Conforme o dia de enviar as caixinhas foi chegando a conversa via email foi esquentando. E me via dando MEGA risadas da Evy e suas premonições do AS ahahaha

Agora já posso contar quem eu tirei, a mega fofa da Nary. A caixinha demorou pra chegar, afinal, ela mora lá em cima do mapa rsrsrs. Foi SUPER facil stalkeá-la ahahahah Descobri que ela gosta de VS, mas só do body splash, então mandei um e ainda um batonzinho da nyx porque ela é toda mulherzinha, né? Sem contar o livro que ela pediu, um dos meus favoritos, Cem anos de solidão, do Gabriel Garciz Marquez. Espero que ela tenha gostado do que mandei. Uma foto que roubei do instagr.am da Nary, porque eu não tirei fotos antes de mandar #fail

E a tracinha que me tirou foi a fofa da Anne Rego, aka garota ácida. Eu já assinava o feed do blog dela há tempos, e recebi em casa uma caixinha tão fofa com coisas mais fofas ainda:

Teve post it fofo (adoro esses que marcam páginas), teve chocolate, mentos, trident, caneta stabilo de cores que eu não tinha, teve os adesivos mais fofos do Toy Story que eu já vi. Teve corretivo de ratinho, lixas decoradas (dó de usar ahahahah), cartão postal, uma cartinha liiiinda. Ahn, teve um livro também ahahha que eu tanto queria, a Bio de Anne Frank (vai ser o próximo da lista). E ela mandou BIFINHOS pro meu cachorrinho Nick. É muito amor, né???? Só uma pessoa que me stalkeou direitinho faria isso ahahahaha

Adorei participar do AS, conhecer mais minha timeline e receber tanto carinho.

Meme literário – Dias 29, 30 e 31

E o último post do meme chegou (atrasadinho, mas ainda vale, tá?).

Quantos livros em média você costuma comprar por mês?
(Você costuma comprar livros em sebos, ou prefere as livrarias? Compra muito pela internet?)

Eu não compro livros tão regularmente quanto gostaria. Tenho tantos na lista pra ler que deveria parar de comprar por pelo menos um ano. Mas, por exemplo, fiquei uns bons seis meses sem comprar nenhum livro. Aí semana passada achei uma promoção no submarino e saraiva. No submarino os livros da série Como treinar seu dragão por R$9,90. Aproveitei e comprei Os sapatinhos vermelhos que eu quero tanto ler. Na saraiva encomendei a biografia do Jobs (Clarice, menina, chegou ontem!). Aproveitei e comprei o livro da Miriam Leitão que estava querendo ler, A saga brasileira, e pedi mais dois que o Bruno queria, Assassins Creed e a bio do Lobão. Só aí deram quase 10 livros, todos pra lista de leitura. Ainda participei de um amigo secreto literário (assunto pra outro post) e ganhei a biografia de Anne Frank que eu tanto queria. Conclusão, lista de leitura mega super grande.

Qual foi o último livro que você comprou?
(Fale sobre ele.)

Acabei respondendo essa pergunta aí em cima, né? rsrs O que eu queria comprar mesmo era a Bio do Steve Jobs, mas já falei dele um pouquinho por aqui. Então escrevo mais quando terminar de ler.

Qual o livro que você leu esse ano que mais gostou?
(Fale sobre ele)

Não há silêncio que não termine, Ingrid Betancourt. O livro que mais me impressionou, me fez devorá-lo. Porque eu gosto de livro assim, não porque relata a desgraça (embora a narrativa do livro seja sufocante), mas livro que faz você pensar, se colocar no lugar, se transportar para historia, e foi assim que eu fiquei durante dias. Recomendo a leitura para sair da caixinha que a gente vive e descobrir que o mundo pode ser muito mais cruel do que a gente imagina.

Meme literário – Dias 25, 26, 27 e 28

Tem algum livro que você tenha mais de uma edição do mesmo?
(Se sim, por que?)

Que eu me recordo tem um: A hora da Estrela em duas versões. Uma que ganhei na escola há vários anos, por ser uma das melhores alunas da sala (#orgulhinho). E outra que minha mãe me deu de presente recentemente. Eu adoro esse livro, e não tenho coragem de me desfazer de nenhum deles.

Qual o maior (em número de páginas) livro que você já leu? 
(Quanto tempo demorou? Fale sobre ele.)

Primeiramente eu pensei no livro ‘O mundo de Sofia”. Mas a resposta certa é Senhor dos Anéis. Li esse livro tem no mínimo oito anos. Na época meu irmão comprou o volume único, demorei um tempão pra ler, não me lembro quanto tempo. Precisaria ler de novo pra relembrar tantos detalhes do livro #deuvontade.  Bruno tem os livros separados, comprou em uma promoção. Acho que dá mais pique ler separadinho, né?

Você costuma fazer anotações enquanto lê?
(Se sim, onde? A ideia de fazer anotações no próprio livro lhe assusta?)

Não escreva no meu livro, please. Eu tinha uma chefinha que ADORAVA escrever nos livros. Ainda bem que só nos livros dela. Eu morro de dó de escrever nos livros, só acho legal quando é dedicatória de alguém. De resto, não, por favor.

O que você faz quando encontra uma palavra que não conhece durante a leitura?
(Para para procurar no dicionário? Anota para procurar depois? Ou tenta deduzir seu significado pelo contexto?)

Normalmente eu tendo deduzir pelo contexto. Mas agora que tenho o iphone sempre perto de mim, tenho o app do Dicionário Michaellis (uma das melhores compras na app store que fiz). Simples e rápido. E isso vale para palavras do dia-a-dia, no serviço, nas aulas.

Meme literário – Dias 21, 22, 23 e 24

Quanto tempo em média você demora para ler um livro?

Respondendo essa pergunta no momento em que me encontro: mais de um mês. Claro que tudo depende da quantidade de páginas, do interesse pelo livro, do tempo que me dedico a leitura. É que ultimamente a coisa está feia, tão corrida, que quando deito na cama CA-PO-TO. Demorei mais de mês pra ler Como treinar seu dragão. Agora chegou o Como ser um Pirata, espero terminar mais rápido, pois esses dias fiz umas comprinhas de livros (depois conto aqui) e tem pelo menos uns cinco priorizados rsrs

Cite um ou dois livros com títulos que você acha interessante
(Você costuma escolher livros pelo título?)

Eu já li livros só pelo título, mas não é somente isso que define se irei ler ou não. Alguns livros do Gabriel Garcia Marquez me chamaram a atenção pelo nome, e depois me conquistara mais ainda pelo conteúdo, como Do amor e outros demônios e Memórias de minhas putas tristes.

Você costumar ler e-books?
(Ou prefere o bom e velho livro em papel? Por que?)

Eu já li no Iphone, mas a tela é bem pequena. E no Ipad rola uma disputa aqui em casa rsrsrs Então, não leio muito não. Prefiro o livro de papel mesmo, acho que o bichinho de e-book a.i.n.d.a. não me pegou.

Você lê um livro por vez ou gostar de alternar a leitura em dois ou mais livros?

Só leio um livro por vez. Sempre. Como tenho sempre que estar estudando para outros assuntos por causa do serviço, se eu ler mais de um livro me enrolo, me confundo toda. E eu sinto um prazer oculto de terminar um livro por vez, sei lá, froid explica.

Meme literário: dias 17, 18, 19 e 20

Cite um livro que você achou que iria gostar e acabou não gostando.
(Fale sobre ele)

A última música e Querido John, de Nicholas Sparks. Na verdade, não é que eu não gostei, mas todo mundo estava lendo, dizendo que chorou do início ao fim e tals. Daí fui SUPER empolgada comprar, afinal eu AMEI Diário de uma Paixão, tanto o livro como o filme, e nesse eu realmente chorei. Não que eu goste de chorar, mas a história é incrível e eu gosto de livros que passem uma “lição’, sabe, que são uns “tapas na cara”. Daí fui ler o primeiro, e pá, acabou e não achei nada demais. Daí li em seguida o segundo e pá, de novo, nem tchum. Acho que criei muitas expectativas, mas não é leitura perdida não. Só deixe-os pro final da sua pilha pra ler rsrsrs.

Você lê livros que não são para sua idade?
(Como livros infanto-juvenis ou YA para quem é adulto, ou livros adultos para quem é adolescente.)

Sim. Essa é fácil. Minhas últimas leituras tem sido  infanto-juvenis, os livros a série Como treinar seu dragão. Adoro livros assim, leitura relax que te leva muitas vezes pra um mundo fantasioso.

Qual é o livro que você leu, gostou e recomenda para todo mundo ler também?

Essa resposta eu daria fácil Ensaio sobre a cegueira, do Saramago. Mas depois do filme acho que muita gente acabou lendo o livro. Então, vai um outro que tem o nome parecido, mas que é bem diferente e igualmente incrível: Ensaio sobre a Lucidez do mesmo autor. Tão cheio de questionamentos políticos, humanos, um livro que lhe transforma ao terminar de ler. Lê e depois me conta o que achou.

Você gosta de poesias?
(Qual o seu poeta ou poema favorito?)

Ahn isso me lembra que há tanto tempo não leio poesias. Eu AMO poesias. Foi assim que Bruno me conquistou (ai aiiii suspiros rsrsrs).  Tenho uma pastinha com tantas poesias dele… AMO Fernando Pessoa, Neruda, Mario Quintana, Clarice Lispector (antes de todas as frases feitas do faccebook virarem dela rsrsrs). Mas meu preferido tinha que ser esse poeta real que eu tenho aqui do meu ladinho, né? Sem pretensão alguma: Bruno Pinheiro. E minha favorita (uma das), um soneto lindo, bem antigo, mas que eu sempre me lembro:

Que o tempo de te amar venha temprano
Como a luz da manhã beijando o Tejo,
Porque não tenho noutra o meu desejo,
Porque não quero longe estar um ano.

.

Vês? Não há dor nem pranto neste plano:
A Fé é a coisa mais bela que vejo,
Saudade não macula o novo beijo,
O tempo não apaga o amor romano.

.

Na coisa pretendida, minha amada,

Empenhemos a nossa fé, vertente
À própria coisa, certa ser sagrada.

.

Para provar dos favos, sois contente
No tempo que já temos destacada
A intentada de amar eternamente.

Lindo não? Sou uma mulher de muita sorte, vocês nem imaginam o quanto.

Meme literário – Dias 13, 14, 15 e 16

Se você pudesse trocar de lugar com o personagem de um livro, qual seria?
(Que história dessa personagem você gostaria de viver? )

Ahn tá, eu poderia citar tantos. Dumbledore, Gandalf, Marley (sim, eu queria ser o Marley rsrsrs). Mas hoje, hoje mesmo, eu só queria ser Coraline Jones pra entrar naquela portinha e viver suas aventuras. Pra usar aquela capa de chuva fofa com aquelas galochas, e bater papo com vizinhos malucos, e curtir aqueles schnauzers… me arrepiar com o outro lado das pessoas daquele mundo. Tá bom, né?

Se você pudesse fazer uma pergunta para o seu escritor preferido (vivo ou morto), qual seria o escritor e qual seria a pergunta?

Clarice… todas aquelas frases que o povo cita no facebook são realmente suas? ahahaha Sorry a pergunta idiota!

Qual é o seu vilão literário favorito?
(Por que?)

Tá, todo vilão que eu imaginei eu não gostei. Pensei nos grupos extremistas que popularizam livros como ‘Uma esperança de paz” ou “A Cidade do Sol”. Pensei nas doenças, nas crises, nos clássicos. Não lembrei de nada… But, me veio na cabeça a Miranda Priestly de O Diabo veste Prada. ahahah, tosco, eu sei, mas ela é daquelas mulheres que você quer dar um soco na cara, sabe? E ao mesmo tempo, curte ver as coisas que ela obriga sua assistente fazer. O livro é bem mais legal que o filme, dá pra ter uma ideia da bitch que ela é. Então, lá vai ela pra minha listinha de vilãs favoritas.

Dia 16 – Cite um livro que você achou que não iria gostar e acabou adorando. Fale sobre ele.

Pode ser quatro? A saga crepúsculo. Pra falar a verdade, eu não amei de paixão, mas acabei curtindo e devorando os quatro livros. Eu achei que não ia gostar porque TODO mundo estava lendo e falando maravilhas do vampiro apaixonado e do lobo hot. E quando é assim eu meio que sou preconceituosa. E no começo dos livros eu achava a Bella uma idiota, aff, ainda acho, mas no fim das contas a história me cativou de verdade.

Meme literário – Dias 9, 10, 11 e 12

Você costuma ficar com todos os livros que compra?
(O que faz com aqueles que não gosta? Troca? Dá? Fica?)

Antes de mudar para o apê eu ficava com todos os livros sim. Mas quando mudamos e meus livros se juntaram aos do Bruno, descobrimos vários repetidos e alguns que já tínhamos lidos e não iríamos ler mais. Eu não tinha coragem de doar e ele também não, até lançarem uma campanha no serviço de arrecadação de livros. Tomamos coragem e lá se foram vários livros para a Biblioteca Municipal. Acho que foi o primeiro passo para deixarmos nossa biblioteca só com os livros que realmente gostamos. Ainda não criei coragem de me cadastrar em sites para trocar livros, eu sou MUITO relapsa com prazos (oi procrastinação, my bff). Quando as coisas derem uma acalmada vou tentar.

Se você pudesse escolher um único livro para ganhar/comprar até o final do ano, qual seria?
(Fale sobre ele)

Estou super curiosa pra ler esse livro. E acho que seria minha escolha. Claro que agora que Jobs morreu tudo fica mais exacerbado, mas eu nem ligo para os xiitas de plantão que acham que  muitos  choraram a morte de Jobs sem nem saber direito o que ele fez. Eu sou team Jobs e tenho um computador com windows (ainda!). E dai? O que seria da minha vida sem meu iphone? Juro que antes de ter não sentia a menor falta, agora não consigo ficar longe. É a vida. E eu agradeço a esse homem por ter transformado nossa forma de comunicação.

Voltando ao livro, baseado em mais de quarenta entrevistas com Jobs ao longo de dois anos – e entrevistas com mais de cem familiares, amigos, colegas, adversários e concorrentes -, narra a vida atribulada do empresário extremamente inventivo e de personalidade forte e polêmica, cuja paixão pela perfeição e cuja energia indomável revolucionaram seis grandes indústrias: a computação pessoal, o cinema de animação, a música, a telefonia celular, a computação em tablet e a edição digital. Curiosos? Eu também, já vou garantir o meu.

Cite um livro que fez você rir
(Fale um pouco sobre ele)

Ai que difícil. Não consigo me lembrar nenhum livro que eu tenha rido. Doidas e Santas da Martha Medeiros me fez rir em alguns momentos, mas não o suficiente eu acho. Estou precisando de livros divertidos para minha listinha de leitura, vou pegar as dicas nos blogs por aí que responderam essa pergunta 😛

Se você pudesse conhecer um lugar/mundo que só existe nos livros, qual seria?
(Por que?)

Pode ser clichê?! Então, me manda pra Hogwarts vai! Saudades imensas de me aventurar nos livros, me transportar para aquela escola de magia. Confesso que gosto mais do dia-a-dia na escola do que das próprias aventuras com o Lord. As férias, a plataforma pra pegar o trem, as viagems para Hogsmead, são esses momentos que maximizam essa vontade de viver em Hogwarts. Quem quer ir junto, vamos?

Meme literário – Dias 06, 07 e 08

Quem (ou o quê) inspirou seu amor por livros?
(Conte como foi)

Eu sempre gostei de ler. Quando eu e meus irmãos éramos mais novos, minha mãe assinava os gibis da turma da mônica (era uma delícia quando aquele pacote prateado chegava em casa). Minha mãe já definia quem ia ler qual primeiro, se não dava briga ahahaha.Ela também assinava revista capricho e querida pra mim e pra minha irmã. De certa forma, isso incentivava a leitura também. Quando eu descobri a coleção vagalume na biblioteca da escola foi a maior alegria.

Mas, quem intensificou meu amor à leitura, apresentou-me Saramago e Gabo, me transportou para o mundo das poesias e contos foi meu querido Pê, ou Bruno para os menos íntimos. Quando a gente começou a namorar ele tinha acabado de entrar para a faculdade de letras. E acompanhei os quatro anos desse seu amor pela literatura, e me envolvi completamente. Todos  os créditos são dele, pode acreditar.

Você costuma emprestar ou pegar livros emprestados?
(Sim? Não? Por que?)

Não. Primeiro porque quando eu quero um livro, eu vou lá e compro. Simples. Os livros hoje em dia estão super acessíveis. Segundo, porque não tenho muitos amigos próximos com o mesmo gosto pela leitura (inacreditável, mas eu juro). Salvo algumas exceções, não empresto e não pego emprestado. Eu costumava pegar livros na biblioteca municipal, mas eu não sou muito certa com prazos e acabo me enrolando pra devolver. Sem contar que agora que meus livros se juntaram aos do Bruno, ele é MEGA ciumento ahahahah Não gosta de emprestar, só para nossos amigos beeeeem próximos.

Quantos livros você tem? Qual o autor que você tem mais livros?
(Fale um pouco sobre isso)

Essa é difícil e fácil. Difícil porque realmente não tenho ideia de quantos livros tenho. Tenho um armário fechado com umas quatro prateleiras cheinha. Sem contar os livros de Stephenie Meyer e alguns outros autores que o Bruno não deixa junto porque não são ‘dignos” ahahahah E fácil porque quem me conhece só um pouquinho sabe que meu autor preferido é o Saramago. E não poderia ser diferente, é  um dos autores que mais tenho livros.  Outros favoritos são Gabriel Garcia Marquez e Chico Buarque (sim, eu ADORO os livros dele).

Depois que juntamos os livros descobrimos vários em comum (igual esse Budapeste repetido aí). Alguns nós trocamos ou doamos, mas outros ainda não tivemos coragem ahahaha.

E atualmente meu sonho de consumo e uma estante igual da Táta pra eu colocar os livros e trazer todas as minhas miniaturas que ainda estão na casa da minha mãe.

Meme literário – Dia 05

Você costuma abandonar a leitura de um livro?
(Você está no meio da leitura de um livro, só que está odiando. É chato, sem graça, mal escrito… O que faz? Larga-o na mesma hora ou persiste até o final?)

Essa é fácil: não! Eu nunca abandonei a leitura de um livro. Claro que já li livros que me deu vontade de parar. Lembro uma vez que estava lendo Carta ao Pai, do Kafka, um livro que achei mega complexo, não conseguia me concentrar, mas não desisti. Voltei a leitura inúmeras vezes, mas li até o fim. É bem difícil eu não gostar de um livro. Minha lista de indicações tem livros tão legais que eu os leio até o fim. Já li alguns desses auto-ajuda bem toscos, mas fui até o fim. Enfim, por enquanto nenhum livro me fez desistir da leitura.