amizade

43 posts

Despedida do Pitoco

Onde eu trabalho é assim: uns vem, e outros vão. Desde que fui pra lá várias pessoas já foram pra outros setores, outras tantas chegaram. É assim, todo mundo querendo alçar vôos. Mas o problema é que as vezes você se apega as pessoas. Eu sou assim, me apego fácil, viro amiga de infância, e quando a gente percebe, tem que dizer tchau. O Paulo, o Pitoco, é uma das pessoas que vamos mais sentir falta lá na Super. Um cara gente finíssima, super alegre, com um coração de ouro e uma paciência imensa. E pra dizer tchau, fizemos um churras lá no trabalho mesmo, e a maioria das pessoas foi. Porque ele é querido pra caramba, e coitado dele se ele pensa que se livrou da gente, daqui a pouco a gente aparece pra tomar um chopp no Pinguim, viu!

E aproveitamos o encontro em uma das festas da Super pra tirar uma foto da equipe inteira. Vou falar baixinho pra ninguem escutar e gorar, mas essas equipe é show de bola, viu. E a foto ficou mais uma vez digna de álbum, a alegria de sempre, a diversão, as besteiras sempre presentes.  E embora esse cara esteja indo pra outro lugar, lá no Banco as coisas giram tão rápido, que em breve a gente se encontra de novo.

A equipe mais bonita da cidade

E, pra eu não esquecer das pérolas, lá vai:

-qué me fudê me beija

– Você já foi hoje?

– Quem vai dar carona pra gente hoje?

– Copo de 300 ml de café – pra começar o dia

Feriado

Eu acho que já comentei aqui quanto eu tenho sorte com meus empregos. Sempre trabalhei com pessoas incríveis. Desde o primeiro emprego, quando fui recepcionista numa clínica médica. Lembro de tantas pessoas que trabalharam lá e só consigo lembrar das risadas. A gente ganhava tão pouco, mas se divertia tanto.

Depois veio a escola em São Paulo, e depois aqui em Bauru. Aqui em Bauru foram quatro anos de Jaraguazinho e vários amigos que levo até hoje. Sempre nos encontramos e as risadas lá, presentes. Eu acho que uma das características minhas é saber rir. Olha, nisso eu sou especialista, viu rsrs. Rio até quando não pode.

Quando eu saí da clínica, e da escola, achei que nunca mais seria tão feliz nos meus empregos. Tolinha eu, né? Fui para o Banco, a micro, e foi quando conheci essa mulher aí da foto ao lado. Ela era minha chefinha (eu já disse que sempre tive sorte com chefes? #meinvejem). Daí mais mudanças, veio o arquivo, e pessoas que eu só conhecia de vista ficaram mais próximas, e mais risadas, mais pessoas novas invadindo voluntariamente minha vida. Eu sempre escuto histórias de gente se desentendendo com os colegas, dificuldade de trabalhar com um ou outro. Eu não me lembro de ter passado por isso. acho que é porque quando você esta disposto a trabalhar E fazer amigos, as coisas fluem.

Bom, voltando ao título do post, o feriado foi na terça feira, e claro que eu e Bruno iríamos trabalhar na segunda. Sem viagens. Mas, um churrasquinho com o pessoal do serviço dá, né? Tudo organizado pela pessoas mais organizada que eu conheço, e tudo delicioso. E as famílias, os amigos, as risadas. Até a chuva que caiu torrencialmente pela manhã deu uma trégua para o nosso churrasco, durante todo o dia, e até nos presenteou com um solzinho.  E eu levei a câmera claro, para registrar tudinho e lembrar que quem faz nossos momentos somos NOZes. Que vale a pena investir nas amizades, nas risadas, na alegria. Quem duvida? Espia as fotos aí embaixo.

Amigos de Faculdade

Quando eu comecei a faculdade, logo fiz quatro grandes amigos que iriam me acompanhar nos trabalhos, provas e risadas até o final do quarto ano. Pedrinho, Aninha, Samú e Juninho. Os quatro foram meus companheiros de risadas, pão de açúcar e churrasquinho na frente da facul. Durante os quatros anos vivemos muitas coisas: vimos a Aninha abrir sua loja (a empreendedora da turma), o Juninho se casar, o Pedrinho se arrebentar de moto (e foi mais de uma vez) e o Samú mudando de casa. Eu e Aninha sonhávamos com a nossa casa (ela sonhava com o casamento também rsrs). E hoje, um ano e meio depois da nossa formatura, pude trazê-los (com exceção do Juninho furão) para conhecer aquele apartamento que eu sempre sonhava.

Bruno, Eu, Aninha, Ricardo, Valeska, Samú e Pedrinho

Fomos primeiro almoçar numa churrascaria em frente ao shopping. Batemos papo, contamos as novis. Depois viemos aqui pro apê. Assistimos o vídeo da formatura (altas risadas), vimos as foto do álbum de formatura e as fotos da minha viagem com o Pê em abril. E tiramos umas fotinhos, pro Juninho furão ver e pra guardar na memória essa recordação gostosa.

Foi muito bom recebê-los em casa e mais uma vez comprovar que não importa o quão constante um amigo é na sua vida. Basta fazê-los perceber o quanto são importante quando os reencontramos.

Feeling nostalgic

Encontrei um vídeo que eu fiz para a festa de final de ano da escola onde eu trabalhava, com fotos nossas em vários momentos. Eu tinha feito o upload pro youtube pra mandar pro pessoal há um tempo atrás.

Vai fazer três anos que eu saí da escola. Sei que eu estou em um momento incrível da minha vida, com um trabalho legal, o Bruno comigo, meu apê, nossas viagens, novos amigos. But I´m freaking miss this peoples.

1. Festa de Natal dos Alunos, 2. CPFL, Luzes de Natal, 3. Eu, Mari e Marli, 4. Galera na CPFL, 5. Larissa e Lavinia, 6. Mamãe Noel Doidinha, 7. Lavínia, 8. Bruno, Toninho e Marujo, 9. Girls

Porque a vida as vezes tem que nos afastar, né? Levar cada um para um canto… Claro que a gente se esforça pra manter o contato. Tem pessoas ali que eu encontro sempre. Mas eu sinto falta de estar lá, rir, participar das festinhas, me divertir com as crianças.

Queria ter esse contato ainda… Ter esse corpinho ainda também LOL. As risadas, o hopi hari, festa junina.Festa de final de ano. Inimigo secreto. Tem momentos que eu sinto TANTA falta.

As vezes eu fico nostálgica assim. Mas logo passa, afinal, eu também sinto falta do CTI, da clínica, do BNC, do arquivo… fases…

O casamento do meu amigo

Mais um amigo entrando para o rol dos homens sérios. Dessa vez foi o japa, que depois de enrolar namorar a Raquel por quase cinco anos, no último dia 25 decidiu unir as escovas.

A cerimônia católica foi em uma igreja linda, super rápida e emocionante. Acho que chorei umas dez vezes (sem contar as que eu tentei esconder). E a festa, ahn a festa. Comida deliciosa, pessoas super animadas e os noivos tão felizes. Fiquei ainda mais contente de fazer parte desse dia tão especial para eles. Eu desejo que eles sejam felizes para sempre. Sempre!

 

Amigos especiais

Semana passada eu e Bruno fomos na casa da Marli e do Toninho. A Marli é uma professora que trabalhou comigo na escola (meu emprego anterior) e um bate papo que começou na sala de aula se transformou em uma amizade super especial. Ela tem uma família linda que a gente adora!

Marlizinha e eu, agosto/2010

Como ela também saiu da escola onde trabalhávamos, ela fez um churrasco para a gente se reencontrar. Ela é a alegria em pessoa. Sempre sorrindo, recebendo a gente da melhor maneira, impossível não se encantar de primeira.

A Marli é daquelas pessoas que você pode ficar um tempão sem vê-la e quando a gente se reencontra, parece que nos vimos todos os dias. E com a família toda é assim. As meninas, o Nick (filho mais novo e meu parceiro nas brincadeiras), o Toninho, todos são muito legais. O tempo vai passando e a gente vai percebendo que algumas amizades vão ficando pra trás (infelizmente, a vida é assim, né?). Mas algumas permanecem, e é assim nossa amizade com essa família. E eu não vejo a hora do open house do apê para convidá-los a fazer parte ainda mais presente na nossa nova família.

P.S. No churrasco encontrei tanta gente especial que trabalhava comigo na escola (a maioria ainda trabalha lá). Como eu sinto falta da minha escolinha, foram anos muito especiais e marcantes pra mim. Eu me diverti MUITO trabalhando lá =D

/nostalgia mode off

Fotos na faculdade

Final de faculdade é sempre assim: correria com apresentação do trabalho de conclusão, provas, trabalhos de última hora, e alívio, afinal no final tudo acaba bem. Aí, quando acontece aquilo que você mais queria, o curso acaba, você se forma, vem aquele sentimento de nostalgia antes mesmo do fim.

Não vou ver mais os amigos todos os dias, as conversas nos corredores, os trabalhos em grupo, o suco da cantina, as gargalhadas diárias, enfim, tudo aquilo que fez parte da sua rotina nos últimos quatro anos e te empulsionou até agora se vai. É, meu amigo, a vida é cruel.

A sorte é que vão ficar recordações incríveis na nossa memória. Na minha, uma delas foi a última sessão de fotos. Quase Todo mundo ali, pra registrar o rosto de cada um e, daqui alguns anos, ajudar a memória a relembrar quem foi cada um nas nossas vidas. É por isso que eu AMO fotografia:

svgallery=fotosfacul

Eu a conheci

A internet, pra mim, sempre foi algo interessante, especial. Mantenho grandes amizades até hoje feitas nas madrugadas regadas a coca-cola, icq e mirc. Uma época tão gostosa quando o que mais importava era desligar o computador antes do despertador do meu pai tocar pra ele não ver que eu passei a noite inteira teclando.

Os anos foram passando, o MSN e o orkut destruíram o icq e o MIRC. Os blogs e as redes sociais dominaram a internet e mesmo assim eu continuei resistente. Passei por vários blogs pessoais e aprendi a fazer o meu próprio. Sozinha descobri o mundo do wordpress, php e tudo mais. Me apaixonei por fotografia e aprendi a mexer no photoshop. E foi aí que entrou o Scrapblog na minha vida.

Meados de 2007 eu descobri um tal de scrapbooking digital através do Scrapblog, um blog sobre esse assunto escrito por algumas meninas que dedicavam seu tempo para compartilhar seus conhecimentos dessa arte que me cativou. De cara li o blog inteirinho e me encantei. Comecei fazendo minhas primeiras páginas sempre acompanhando esse blog. E as meninas, sempre dispostas a me ajudar.

Participava dos desafios, treinava com as dicas, era uma leitora fiel e um pouco chata, perguntava de tudo. Eis que em maio de 2008 fui convidada para fazer parte da equipe permanente do blog. Ajudar a criar os posts, fazer desafios, enfim, escrever junto com as meninas o Scrapblog. Uma alegria imensa e uma responsabilidade maior ainda.

Foi aí que conheci os bastidores do blog e vi como as meninas são super organizadas. Todos os tópicos são discutidos, surgem idéias de todos os lados, as vezes de uma brincadeira.

Com o fórum e a troca de emails diários com as meninas iniciamos uma amizade sincera: conversamos sobre todos os assuntos, inclusive scrapbooking. ^-^

A equipe tem um feeling especial. Parece que nos conhecemos há anos. E, contando essa história legal, chego ao ponto que queria.

Eu, particularmente, só conheço as meninas virtualmente. Algumas delas já se encontraram no Rio ou em São Paulo, que é onde a maioria mora. Eu, por morar no interior, acabo ficando só nos emails.

zoo_aninhaarmorim2Mas para minha alegria, uma delas, minha querida Aninha Amorim, veio visitar os sogros que coincidentemente moram na minha cidade. Adivinha se nos encontramos?

Combinamos um encontro no zôo de Bauru e ela é igualzinha ao que eu imaginava: doce, meiga, educada.. E junto com suas filhas, seu marido e sua sogra fizeram minha tarde de sábado, 3 de outubro de 2009, mas feliz.

Logo de cara me apaixonei pela Memel e Marianinha, filhotas da Aninha, as japinhas mais fofas que já conheci. Passeamos pelo zôo, tiramos fotos e demos muita risada. O Bruno também foi comigo e se saiu  um ótimo fotógrafo. ^-^

Depois ainda paramos na lanchonete, tomamos sorvete e batemos mais papo.

A Aninha é dessas mulheres com jeitinho de menina que encantam qualquer um, sabe? Tem um cuidado todo especial pelas suas filhotinhas. Um carinho gostoso de ver e melhor ainda de se fazer parte.

Foi realmente uma tarde deliciosa. Pena que nós não conseguimos nos encontrar mais durante a semana e ela foi embora no final de semana passada. Mas não faltarão oportunidades para nós nos encontrarmos novamente.

Agora só falta conhecer as outras dez meninas do blog. *-* ^-^

Todas as fotos do nosso encontro estão aqui.

Pastelada

dani_fer_fer

Eu gosto dos meus amigos porque eu posso ficar dias, semanas, as vezes meses sem encontrar algum deles e quando encontro parece que a gente se falou ontem. É claro que tem alguns que eu vejo mais vezes, mas por todos eles tenho um carinho imenso e quando a gente se encontra as risadas estão garantidas.

Sábado fomos na Dani, ela nos chamou para uma pastelada. O Bruno, cozinheiro oficial fez os pastéis: pizza, carne, queijo, palmito. Ele teve alguns ajudantes, mas fez quase tudo. Adora cozinhar e o resultado é sempre divino (sortuda eu, né?). Enfim, noite deliciosa. As fotos provam que não estou mentindo.

Festa surpresa

Sabe o verdadeiro significado de uma festa surpresa? Foi bem assim!

Eu, alguns amigos e primos preparamos uma festa surpresa para o Bruno. Ele não desconfiou de nada. Inventei uma história para gente passar na casa do Wendell e da Lívia (ultra queridos), onde foi a festa.

Encomendei um bolo Ferrero Rochê na Sensações Doces (muito saborento, por sinal), pães de metro e a Fefi levou uns salgadinhos. Dias antes compramos as bebidas, e também sacolinha surpresa, chapeuzinho, toalha de mesa, tudo combinando. Imagina se não foi uma farra deliciosa??

Dentro da sacolinha tinha pirulito, bala, bis, nariz de palhaço e dentadura de vampiro! Tiramos muitas fotos super legais!

Ele ganhou vários presentes; um conjunto de canetas maravilhoso, a churrasqueira que queria, vinho, uma bucha no Bob Esponja ahahaha. livros, muitos livros. Inclusive a biografia do Renato Russo (meu presente) e do Michael Jackson (presente da irmã).

Foi uma delícia ver a cara do Bruno de surpresa e felicidade! Embora tenha ficado branco na hora, ele aproveitou bastante! Valeu muito a pena!