fotografia

49 posts

#100happydays – 31º ao 60º dia

Já passei dos 2/3 do meu projeto #100happydays. Fiz o post dos primeiros 30 dias há quase dois meses. Estou achando tão legal fazer esse projeto. Tantas coisas legais já aconteceram. De grandes eventos a momentos simples que me fazem feliz. Eu queria fazer um balanço mais detalhado, mas vou deixar isso para o final. Por enquanto, eu queria compartilhar o que eu aprendi até agora com esse projeto diário.

Eu poderia dizer que já sabia o que iria dominar meu projeto, afinal amigos, família, minhas cachorras, meu marido, minha casa são realmente coisas que genuinamente me deixam feliz. Acho que é assim com a maioria das pessoas, né? No começo eu achei que seria muito fácil porque iniciei o projeto em um dos meses mais felizes desse ano para mim, com direito a férias, viagem, casamento, enfim, um combo de coisas boas. E realmente foi. Mas depois também percebi que são as coisas muito mais simples que fazem meu dia a dia feliz. E que não necessariamente eu preciso estar 100% feliz para encontrar um momento feliz no meu dia. Ou seja, eu posso estar triste com alguma coisa, mas ainda assim ser feliz. Como eu li no blog da Fê(liz com a vida) “é natural nos sentirmos tristes e de saco cheio de vez em quando. O que precisamos ter em mente é que a felicidade não é a ausência de tristeza, frustração ou de problemas e sim, a capacidade de enxergar tudo isso como parte de um processo de evolução necessário para todos nós. Você pode SER feliz, mas ESTAR triste por algum motivo. Emoções negativas são parte da vida e não devem ser evitadas e sim administradas e usadas como fonte de aprendizado”.

Tem dia que as coisas estão tão atribuladas, as horas passam voando, estamos atolados de trabalho, enfim, é difícil encontrar a felicidade quando o mundo está conspirando para levar embora o bom humor e o otimismo, né? Mas ultimamente tenho me sentido determinada em muitas coisas e mesmo nesses dias eu busco um momento feliz para registrar. Eu não tinha ideia de como um café, uma flor, uma sobremesa, fazer as unhas, essas coisas que as vezes passam despercebidas, como me deixam feliz. É sério!

Seguir outras pessoas fazendo o projeto também me inspiram muito. Pessoas que como eu precisam se esforçar diariamente para dar contas de tantas tarefas diárias, seja no trabalho ou dentro de casa, e cuidar da saúde, dos filhos, e ainda buscamos diariamente ser feliz. É, coleguinha, ser feliz exige dedicação, esforço. Eu estou me dedicando. Me esforçando. E você?

Ahn, mais 30 dias dos meus #100happydays aqui.

100happydays2

#100happydays: os primeiros 30 dias

No final de março eu escrevi esse post com o intuito de registrar 100 momentos felizes em 100 dias da minha vida através de fotos. Eis que os primeiros 30 dias passaram e eu vou compartilhar aqui as fotos que postei no instagram. Todas as minhas fotos estão tagueadas com #100happydays e #100happydaysfefi.

Confesso que nos primeiros 30 dias foi fácil arranjar momentos felizes na minha vida, afinal veio um combo de alegrias: aniversário da Gloria, férias, sessão de fotos, viagem para NY, casamento. Vixi, só coisas boas. Vamos ver os próximos 70 dias.

Fiquem com os 30 registros das minhas pequenas (ou grandes) felicidades.

100happydays

A year of instagram – o album de 2013

year_of_instagram

Todo ano eu dou um jeito de fazer alguma coisa com as fotos que eu tiro. O “alguma coisa”que eu digo é fazer um álbum, revelar, enfim, tirar as fotos do computador. De uns anos pra cá eu comecei fazer coisas diferentes do que simplesmente revelar as fotos. Antigamente fazia álbuns com as páginas de scrapbooking digital (que saudades daquela época). Fiz uns quatro álbuns, todos lindos. Depois, decidi que cada viagem  incrível nossa teria um álbum especial. Foi assim pra Eurotrip, Orlando e será para Portugal também (ainda não fiz o álbum, mas farei rs). Em 2011 fiz o Project 365 e montei um álbum lindo. Em 2012, fiz o Project Life e outro álbum maravilhoso. Eu poderia escrever um livro falando de como esses álbuns são importantes para mim. Ver nossos momentos registrados ali, seja em fotos ou em algumas simples frases me deixa realmente muito feliz.

Em 2013 eu não tinha ideia do que fazer, já não tinha mais paciência pra tirar fotos todos os dias religiosamente e nem tempo para fazer as páginas do PL (que só foram terminadas em 2014). Aí uma amiga minha disse que ia fazer um mini-álbum com as fotos do Instagram. Plim, copiei a ideia na hora. O Instagram é um dos meus vícios mais atual e constante, adoro tirar fotos e publicar por lá. Mas, como pessoa que tem TOC com álbuns, eu queria um álbum do mesmo tamanho que os meus já existentes, ou seja, 8×8. Então decidi montar um álbum no shutterfly com as fotos do Instagram.

Durante o ano de 2013 inteiro eu fui jogando as fotos lá mês a mês e tcharam: há umas duas semanas mandei imprimir.

Click here to view this photo book larger

Build your own high-quality photo books at Shutterfly.com.

.

O álbum ainda não chegou, a previsão é que chegue entre essa semana e a próxima. Estou DOIDA pra vê-lo impresso e mais uma vez feliz de ver nosso ano assim, todo lindo, em um álbum. Quando chegar, atualizo o post com fotos.

Já tenho outra ideia para 2014, mas isso eu conto em outro post.

29 coisas: revelar as melhores fotos de 2013

E o 29 coisas para fazer antes dos 30 está a todo vapor. As férias tem colaborado bastante, afinal muitas das coisas que eu quero fazer dependem de tempo livre. E os posts no blog também (mesmo motivo explicado anteriormente). Aproveitei essa primeira semana de férias para fazer MUITA coisa. Estou impressionada como ando bem disposta e sem procrastinar tudo (como sempre faço). Deve ser a alegria das férias mesmo. E uma das coisas que queria MUITO fazer era revelar as fotos favoritas de 2013. No final do ano passado fomos para POA e achei numa saraiva store (pena não ter em Bauru viu) um álbum igualzinho a outros dois que eu tenho em casa com fotos reveladas.

Abrindo um parênteses, eu tenho um certo TOC com algumas coisas. São poucas, mas tenho. Por exemplo, todos os meus álbuns shutterfly são tamanho 8×8. Não me passa pela cabeça fazer em tamanho diferente, pois não se encaixaria no lugar onde eles ficam juntinhos e organizados. Isso vale para os álbuns também. Tenho dois iguais com fotos reveladas, e um outro bem parecido. E tem UM de tamanho diferente que me irrita profundamente. Me arrependi de não ter comprado dois ano passado (para substituir esse intruso). Mas em breve darei uma passadinha em SP e vou procurar outro. Isso tudo porque meus álbuns ficam numa prateleira dentro do meu guarda roupa (nada a vista). Mas como eu e Bruno temos um projeto em mente BEM legal para o novo apartamento e eu espero deixá-los a mostra no escritório, esse TOC tem que ser fielmente preservado rs Cada um com suas loucuras, não? Olha uma foto dos álbuns arrumadinhos no guarda roupa. O azul é um álbum que eu comprei na Disney, maravilhoso. Ele tem o direto de ser diferente ahahahaha

albuns

Da esquerda para direita: oito álbuns do shutterfly. Depois o álbum “parecido”, dois iguais que eu acho lindos (e iguais o que comprei em POA), mais um que eu tinha esquecido e tá meio largadinho (estão com fotos reveladas da Eurotrip), o lindão da Disney e o “diferente e rejeitado” hahaha

Voltando ao título do post, no primeiro dia de férias fui resolver umas coisas no centro da cidade e levei meu pen drive com as fotos para revelar. As últimas fotos que revelei tinham sido do Wall Mart e a qualidade ficou péssima. Decidi levar na Foto Cherry onde costumava revelar há alguns anos e escolhi o papel fosco. O resultado: as fotos reveladas mais lindas que já vi:

DSC_9108

Escolhi umas 120 fotos do ano todo e depois de reveladas lembrei que faltaram algumas e já as separei, pois ainda cabem umas 40 no álbum. A qualidade das fotos ficou incrível mesmo, fiquei apaixonada. A Bianca e o Daniel conseguiram ficar ainda mais lindos nas fotos, e a Vera e a Glória também rs Já coloquei no álbum em ordem cronológica e agora só falta fazer as legendinhas, mas vou deixar pra fazer depois da viagem quando eu tiver um dia mais tranquilo em casa.

E vocês, como organizam suas fotos? Revelam, fazem álbum, deixam apenas no computador? Eu tenho pânico de pensar em perder minhas fotos, por isso que além de revelar algumas e fazer álbuns eu ainda faço backup em uns três lugares diferentes. Medo define rs

#100happydays

100-happy-days

Você conseguiria? Vi no blog da Lele e as crianças e achei a ideia incrível. Eu já tinha visto a tag no instagram mas não tinha muitas informações. O #100happydays é um projeto que te desafia a encontrar pelo menos um momento de felicidade por dia na sua vida. E te ajuda a perceber que não é somente nas grandes coisas ou momentos que a felicidade se esconde. Claro que ninguém é feliz 100% do tempo, como diria minha amiga Lele, “mas podemos tentar ver felicidade em pequenas coisas e guardar cada um desses momentos”.

Me cadastrei ontem no site e estou começando hoje. Vou postar no meu instagram. Vamos juntos? Quem começar ou estiver fazendo, deixa os detalhes nos comentários para eu acompanhar e vou linkar nesse post.