4 amores platônicos famosos

Este post faz parte da blogagem coletiva do mês de maio do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Além de temas de postagens coletivas mensais há uma imensa troca de ideias. Quem sabe assim meu blog não volta a velha forma. Quer participar? Então faça parte do grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

O tema do mês de maio é “5 amores platônicos famosos”. Eu só consegui lembrar de 4. A maioria dos meus amores platônicos são da minha infância. Depois que cresci continuei gostando de artistas e tals, mas minha mente sempre foi muito realista e nunca fui dessas de surtar por causa de algum famoso. Tem outros mais recentes que eu gosto, admiro, acompanho o trabalho e sonho de vez em quando, mas amor platônico mesmo foram esses aqui:

Downloads copy

√ Thomas Sennett: Meu primeiro amor. Faz todo o sentido, né? ahahah a primeira vez que vi esse filme devia ter uns 10 anos de idade e chorei tanto, mas tanto, e fiquei muito impressionada com o final. E por muito, mas muito tempo fui apaixonada pelo Macaulay Culkin. Mas no fundo no fundo era pelo Thomas a minha verdadeira paixão.

√ Edward: outro filme que eu assisti muitas e muitas vezes e por muito tempo sentia uma coisa de amor e pena pelo pobre Edward. O que era aquele olhar? E como pode a população daquela cidade acreditar que ele tinha feito tudo aquilo e se rebelar contra ele? rs Acho que foi aí também que começou meu crush pelo Johnny Depp. De Edward a Don Juan, Jack Sparrow, John Wilmot (um dos melhores), Willy Wonka e Chapeleiro Maluco (e tantos outros mais), acho que ele conquistou o pódio de ator favorito do meu coração. rs

√ Jon Bon Jovi: OMG! Como eu gostei desse cara ahahah Tinha até pasta de plástico com pôsteres, notícia de jornais, revistas e tudo mais. TUDO que saia dele eu comprava (numa época que a internet era somente um sonho). Eu já gostava dele mas foi quando ele lançou o CD solo Destination Anywhere que o amor aconteceu de forma mais intensa. Que homem, gente! ahahah Que voz, que sorriso é esse? Eu lembro que ele foi no Programa Livre e uma menina tomou um chá numa xícara que ele tinha tomado. MORRI DE INVEJA. Sério! ahahaha

Abrindo a cortininha da vergonha a partir de agora:

√ Marcelinho Carioca: sim, eu AMAVA o pé de anjo ahahah Eu adorava o corinthians quando eu era mais nova. Via os jogos, sabia quem eram todos os jogadores e fui até o Pacaembu ver um treino e conhecer os jogadores e técnico (na época o Oswaldo Oliveira). Eu peguei autógrafo de todos. Tinha uma pasta com um monte de coisas do time e, em especial, do Marcelinho Carioca ahahah. Sério. Revistas e pôsteres. Nem eu acredito nisso ahahahah

Tá aí minha listinha!

Um comentário em “4 amores platônicos famosos

  1. Realmente não dá para acreditar em vc no estádio conhecendo jogadores e mantendo uma pasta e tudo hahaah. Coisas que parecem tão distante hoje né, mas que a gente fazia!
    Mas ao menos vc é realista, parou na infância mesmo, pior é quem cresce e não larga os amores famosos e viram talifãs; Ninguém merece né.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo