Coisas que aprendi em dois meses de maternidade

Há dois meses Clarice chegou nas nossas vidas. Quer dizer, ela já existia há mais tempo né, mas a maternidade real, com ela em aqui com a gente, estamos vivendo há esse tempo.

Antes dela chegar eu tinha muitas, muitas dúvidas e inseguranças. Claro que ainda tenho rs mas hoje muita coisa mudou. Quando eu ouvi o chorinho dela na sala de parto me deu um click. É exatamente assim que eu sinto: meu lado mãe “ligou” e eu senti ali que daria conta. Não sabia como, mas daria rs

Os primeiros dias em casa eu tive muita ajuda da minha mãe e do Bruno. A primeira semana não fiquei nenhum minuto sozinha com ela. Sempre tinha alguém pra me ajudar, desde as coisas mais simples como me dar um copo d’Água as mais complicadas como a hora do banho.

Depois de uma semana minha mãe voltou pra casa dela e fiquei com o Bruno. Ele precisou resolver coisas na rua e comecei a ficar sozinha com a Clarice. E foi aí que comecei a desenvolver as habilidades de mãe rs Se eu pudesse falar alguma coisa pra uma mãe que está para ter seu primeiro filho seria: calma, você vai dar conta. É difícil acreditar, eu não acreditava, mas a natureza é tão perfeita que o corpo, a mente, se desenvolvem de uma forma incrível que você se vira.

Pra mim a maternidade é 50% conhecimento e 50% instinto. Eu participei de curso de gestantes, li muito, conversei com pessoas que já são mães, participo de grupos com amigas que são mães recentes como eu, enfim, me informo bastante. Mas estou aprendendo a seguir meu coração também. É difícil, a gente sempre acha que não fez o certo ou poderia ter feito de uma outra forma. Mas com o tempo vamos nos adaptando a essa nova vidinha que rouba todo nosso tempo, nosso coração, nosso dinheiro Ahahahahah e ainda assim a gente ama incondicionalmente.       Tem como não amar?

Mais algumas coisinhas que aprendi por esses dias rs:

  • Acredite, por mais que seu sono seja pesado (o meu era uma bigorna), você vai ouvir até o respiro mais leve do seu bebê e vai acordar;
  • Sua mão esquerda fará coisas que você nunca imaginou, como pegar a fralda, o termômetro, a pomada e ainda ajudar a segurar o nenê rs
  • Seus pés vão virar mãos. Você vai abrir o lixo, pegar a fralda que caiu no chão, empurrar carrinho e muito mais. Tudo com os P É S.
  • Você pensa que ama? Quando for mãe vai descobrir outro tipo de amor, intenso, verdadeiro, puro e infinito. Porque todo dia ele aumenta e você não sabe como, mas ama cada vez mais.

  

DEIXE UM COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo