cinema

12 posts

Shrek para sempre, Prince of persia

Se tem um lugar que eu e Bruno vamos sempre é o cinema. Junto com nosso casal favorito de amigos, Betinho e Fer, batemos cartão por lá na maioria das vezes no domingo a noite. Tem maneira melhor de fechar o final de semana?

Shrek para sempre

Sinopse: Depois de desafiar um dragão diabólico, resgatar uma linda princesa e salvar o reino de seus parentes, o que mais pode um ogro fazer? Bem, se você é Shrek, logo se torna um pacato homem de família. Em vez de assustar os aldeões como costumava fazer, um relutante Shrek agora se contenta em autografar ancinhos. O que aconteceu com o rugido deste ogro? Com saudades dos dias em que sentia um “ogro de verdade”, Shrek é enganado e assina um pacto com o negociador cheio de lábia Rumpelstilskin.

Shrek repentinamente se encontra em uma versão modificada e alternativa de Tão Tão Distante, onde os ogros são caçados, Rumpelstilskin é rei e Shrek e Fiona nunca se conheceram. Agora, depende de Shrek desfazer tudo que fez para salvar seus amigos, trazendo de volta seu mundo e recuperando seu Verdadeiro Amor.

O que eu achei: Sem comparação com os dois primeiros filmes, o quarto filme do ogro mais encantador e engraçado não foi lá essas coisas, mas eu me diverti. Fui ao cinema nem esperando muita coisa, afinal no twitter já tinha lido algumas críticas, mas eu realmente gostei do filme. Acertaram na trilha sonora e o gato de botas conseguiu me tirar umas boas gargalhadas, assim como o burro. As cantorias dele são muito engraçadas. Vale a pena assistir para conferir o último filme da saga (pelo menos é o que estão falando, né?).


Prince of Persia

Sinopse: Da equipe que levou a trilogia de Piratas do Caribe para as telas do cinema, Walt Disney Pictures e Jerry Bruckheimer Films apresentam ‘Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo’, um épico de ação e aventura ambientado na mística Pérsia. Um príncipe guerreiro (JAKE GYLLENHAAL) relutantemente une forças com uma misteriosa princesa (GEMMA ARTERTON) e, juntos, eles lutam contra forças obscuras para salvaguardar uma antiga adaga capaz de libertar as Areias do Tempo – um dom dos deuses que dá à pessoa que o possui o poder de controlar o mundo.

O que eu achei: Pensa em uma pessoa doida pra ver o filme por causa do jogo. Era o Bruno. O filme tem efeitos incríveis e a história é legal (tirando a adaga com o botãozinho mágico).  A atriz que fez a princesa, mesma que fez Fúria de Titãs é tão linda que dá raiva rsrsrs E o Dastan, ahn Dastan!

Lua nova

81357Lua Nova

Sinopse: No dia em que Bella completa 18 anos, Edward Cullen e sua família abandonam a cidade de Forks para protegê-la dos perigos do mundo sobrenatural. Já então em seu último ano letivo e com o coração partido por ter sido abandonada, Bella descobre uma perigosa maneira de manter contato com Edward e é então que decide levar essa situação às últimas consequências, contando com a ajuda de seu vizinho Jacob Black, membro da misteriosa tribo dos Quileute.
Vivendo cada vez mais cercada de perigo, uma série de acontecimentos faz com que Bella descubra o segredo dos Quilheute. Em uma corrida contra o tempo, ela encontra o seu grande amor em uma situação que nunca poderia imaginar.

O que eu achei: Com uma qualidade muito superior a do primeiro filme, Crepúsculo, Lua Nova realmente me surpreendeu. Primeiro porque a história está melhor contada, os detalhes mais aparentes e o lobo e o vampiro mais incríveis do que nunca. Apesar da Bella continuar aquela chata insuportável, achei que a atriz melhorou um pouco sua interpretação. A trilha sonora é uma das coisas que mais gosto do filme. Vale ressaltar que eu sou team Jacob desde sempre. Realmente, vale a pena ver. Agora é esperar por Eclipse. Falta muito pra junho de 2010?

Super recomendo: 9 a salvação

9---A-Salvacao“9”, a salvação

Sinopse: Quando o boneco 9 ganha vida, ele se encontra num mundo pós-apocalíptico em que os humanos foram dizimados. Por acaso, encontra uma pequena comunidade de outros como ele, que estão escondidos das terríveis máquinas que vagam pela Terra com a intenção de exterminá-los. Apesar de ser o novato do grupo, 9 convence os demais que ficar escondido não os levará a nada. Eles devem tomar a ofensiva se quiserem sobreviver e antes disso, precisam descobrir por que as máquinas querem destruí-los. Como eles saberão em breve, o futuro da civilização pode depender deles. Produzido por Tim Burton.

O que eu achei: As pequenas criaturas feitas com saco de estopa e olhos da câmara de íris me encantaram. Uma animação de tirar o fôlego, o aspecto visual é o que mais chama atenção. E isso se explica através de um nome: Tim Burton.

O filme parece tão real que deu vontade de pular na tela do cinema e pegar um dos personagens pra mim. Totalmente metafórico, os olhares entre os stitchpunks valem mais do que qualquer diálogo do filme. Cada um dos nove tem um estilo próprio e passam perfeitamente a mensagem que lhe foi cabida.

nine_mosaic

O filme parece, ao meu ver, querer passar a mensagem que, embora nos esforçamos muito para avançar na tecnologia, não podemos jamais nos perder durante esse processo.

Eu li várias críticas antes e depois de assistir ao filme, e uma frase resumiu perfeitamente a idéia do filme:

Um filme para ser visto com a mente aberta e sem expectativas de mega produções, comédias ou entretenimento elitista. O que vale aqui é deixar-se guiar pelos valores que você acreditar. E a menos que você seja um robô, não tenha dúvidas que estará do lado certo. (portal de cinema).

Super recomendo, vale muito a pena. Só uma observação: no dia que assistimos, tinha vários pais com crianças, algumas  menores de 10 anos. A recomendação do filme é para crianças acima de 10 anos. Eu achei que realmente não é um filme infantil, e mesmo que os pais queiram levar, eu acho que não é um filme que a criança vá entender. Pode apenas gostar dos “monstrinhos de estopa”. ^-^

Super recomendo: Up – altas aventuras

up

Up – Altas Aventuras

Sinopse: Carl Fredricksen (Edward Asner) é um vendedor de balões que, aos 78 anos, está prestes a perder a casa em que sempre viveu com sua esposa, a falecida Ellie. O terreno onde a casa fica localizada interessa a um empresário, que deseja construir no local um edifício. Após um incidente em que acerta um homem com sua bengala, Carl é considerado uma ameaça pública e forçado a ser internado em um asilo. Para evitar que isto aconteça, ele enche milhares de balões em sua casa, fazendo com que ela levante vôo. O objetivo de Carl é viajar para uma floresta na América do Sul, um local onde ele e Ellie sempre desejaram morar. Só que, após o início da aventura, ele descobre que seu pior pesadelo embarcou junto: Russell (Jordan Nagai), um menino de 8 anos..

.

up_10

O que eu achei: Simplesmente perfeito! Acho que um dos melhores filmes que assisti esse ano. Do mesmo diretor do Monstros S.A. (melhor filme de desenho na minha opinião, ever), o filme começa mostrando momentos importantes da infância do personagem Carl Fredricksen. Logo depois entra uma montagem com cenas de toda a vida do personagem até a sua velhice, quando o filme começa pra valer. O filme poderia acabar aí, já tinha compensado o ingresso, minhas lágrimas e sorrisos (eu me identifiquei na hora com essa cena: me vejo no futuro vendo meus álbuns com fotos e relembrando os momentos especiais. ownnn) E o filme estava apenas começando!

upaa05

O personagem do Carl Fredricksen é um velhinho ranzinza que perdeu a razão de viver e com a juda de Russel redescobre que a vida pode ter um novo sentido. A dublagem de Carl icou por conta Chico Anysio que super combinou com ele, ficou simplesmente perfeito.

Mensagens como “desapego material, impossibilidade de ter filhos, ausência dos pais” estão ali, no filme, sem metáforas. A verdade nua e crua. E de uma maneira suave, em que você consegue se emocionar e ao mesmo tempo encontrar soluções para o problema, devido ao rumo que o filme dá.

E também não faltam piadas: o menino gordinho super engraçado e inteligente, os cachorros, várias cenas hilárias. Eu já quero meu DVD djá, assim que lançar vou garantir o meu e assistir sempre que quiser!

up_atlas_aventuras

Das muitas críticas que eu li bem antes do filme ser lançado, uma das frases que mais gostei foi da crítica Érika Zemuner, da uol:

Independente da idade que se tenha, é possível escolher o entusiasmo de uma criança disposta a descobrir o mundo ou deixar limitar-se por uma instrospecção pronta a recusar novas experiências.

Vale muito a pena assistir!

E pra finalizar duas dicas: a primeira, o site de Up – Altas Aventuras é super fofo. Quem quiser, clique aqui pra conferir. Tem jogos, downloads, vídeos, personagens, super legal. Eu perdi uma boa horinha lá!

A segunda, quem quiser um Carl rabugento na sua mesa: vi na Animatoons que o site Cubeecraft disponibilizou um paper toy do velhinho. Super fofo. Eu já peguei o meu e vou tentar montar, se ficar bonitinho depois mostro aqui! ^_^ Corre e pega o seu também.

character199

Ahn, uma dúvida minha: a voz da esposa de Carl, Ellie, quando criança, é a mesma da Lilo (do filme Lilo e Stich)? Eu procurei no google mas não achei nada, só achei que a dubladora da Jovem Ellie é a Fernanda Ribeiro (vi no Planeta Disney), mas não achei nenhuma informação. Eu ADORO essa voz, queria ter mais informações, se alguém souber de algum site pra ter mais informações, eu agradeço.

Coraline, Era do gelo 3

21532392_1Coraline

Sinopse: O filme mostra a história de Coraline, uma menina que se muda com sua família para uma enorme casa. Explorando as inúmeras portas do local, a menina acaba abrindo uma que dá para outra casa, em outro mundo, cujos habitantes querem mantê-la presa, como sua filha.

O que eu achei: INCRÍVEL! Pra começar, o filme não nega a direção de Tim Burton. Os gráficos são lindos, a história um encanto e a Coraline é muito fofa. Eu adorei cada detalhe, fiquei vidrada e morrendo de vontade de ter uma bonequinha como a Coraline. Lindo, ultra recomendo!

.


era-do-gelo-3-poster02

Era do Gelo 3

Sinopse: Scrat continua tentando agarrar a noz fujona e nesse processo talvez encontre o verdadeiro amor; Manny e Ellie esperam o nascimento de seu mini-mamute; a preguiça Sid forma sua própria família adotiva seqüestrando alguns ovos de dinossauro; e Diego, o tigre dentes-de-sabre, se pergunta se não está ficando “mole” demais devido à convivência com seus amigos. Em uma missão para resgatar o azarado Sid, a turma se aventura em uma nova era, onde a fauna e a flora são diferentes. Neste local, dão de cara com dinossauros, lutam contra plantas carnívoras de fúria assassina – e conhecem uma incansável doninha de um olho só, caçadora de dinossauros, chamada Buck.

O que eu achei: Pra variar, como os dois primeiros, adorei! O Sid está super engraçado fazendo o papel de “carente” e adorei quando ele adotou os ovinhos da dinossaura. O novo personagem, Buck, é um sem noção de fazer chorar de tanto rir. E a filhotinha-mamute Amora é linda-fofa-cute demais! Ri bastante, adorei a história.

Para ver todos os filmes inéditos que assisti esse ano, vá na minha página de filmes.

“9”

Vários sites estão divulgando trailer de “9”, nova animação que é produzida por Tim Burton, Timur Bekmambetov e Jim Lemley.

A história é ambientada em um mundo pós-apocalíptico paralelo ao nosso e mostra a jornada de corajosos bonecos de pano que lutam pela sobrevivência da civilização. Elijah Wood, Jennifer Connelly e Crispin Glover são alguns dos atores que emprestam as suas vozes para os bonecos. A direção fica por conta de Shane Acker e tem estreia prevista pro dia 9 de setembro (nos EUA) e dia 11 de setembro aqui no Brasil.

Foram divulgados também oito pôsteres dos nove personagens:

[spoiler /Ver Mais/ /Esconder/]

9_1993_CARD_1_A02.indd
9_1993_CARD_2_A02.indd
9_1993_CARD_3-4_A02.indd
9_1993_CARD_5_A02.indd
9_1993_CARD_6_A02.indd
9_1993_CARD_7_C06.indd
9_1993_CARD_8_A02.indd
9_1993_CARD_9_A03.indd

[/spoiler]

Eu não vejo a hora de assistir. Tim Burton é o cara, mesmo!

‘9′ foi originalmente um curta-metragem de 2005, que inclusive foi indicado ao Oscar. Se quiserem assistir o curta original, clique aqui. Ótimo!

A Alice do Tim Burton

Tim Burton é o cara. Adoro seus filmes, suas versões, seu estilo, enfim, adoro. E a parceria Tim Burton + Johnny Depp SEMPRE é um sucesso. Desde Edward Scissorhands (um dos meus filmes super fa-vo-ri-tos da infância) até um dos mais recentes,  Sweeney Todd, The demon barber of Fleet Street, os dois juntos arrasam. Enfim, tudo isso pra chegar ao assunto que eu queria. Alice in Wonderland, o desenho mais louco, incrível e psicodélico de todos foi filmado por esse diretor em 40 dias e terá a mesma tecnologia do filme A lenda de Beewolf; os atores fazem as cenas e depois tudo é passado pro computador em 3D e transformado em computação gráfica.

Olhem o Jhonny Deep de Chapeleiro Maluco, Helena Bonham Carter como Rainha Vermelha e a Anne Hathaway como a Rainha Branca:

alice_tim_burton

Foram liberados algumas imagens das cenas do filme, só pra gente ficar com gostinho de quero mais. Pena que só sera lançado no ano que vem.

alice1

alice2

Budapeste

fotocapa1 E eu nem sabia que iam lançar esse filme. Semana retrasa que eu fui no cinema assistir Wolverine vi o cartaz. Babei! Budapeste é um dos meus livros favoritos do Chico Buarque. Um dos primeiros que li desse escritor-músico-compositor que eu tanto admiro. Um livro simples, encantador, como Chico.

Corri procurar o trailler e já me encantei com a trilha sonora em português-hungaro. Língua estranha. A única língua que o diabo respeita.

Andei lendo algumas críticas na internet e não estão falando muito bem não. Mesmo assim, estou doida pra ver o Leonardo Medeiros no papel do José Costa, eu gosto bastante desse ator.

Sinopse: José Costa (Leonardo Medeiros) é um ghost-writer, escritor especialista em escrever livros para terceiros sob a condição de permanecer anônimo. Na volta de um congresso, Costa é obrigado a fazer uma escala imprevista na cidade de Budapeste, o que desencadeará uma série de eventos envolvendo-o em uma surpreendente história. Casado com Vanda (Giovanna Antonelli), uma famosa apresentadora de telejornais, Costa conhece Kriska (Gabriella Hámori) em Budapeste. Com ela aprende húngaro, que segundo dizem, “é a única língua que o diabo respeita”. Durante as diversas idas e vindas entre o Rio de Janeiro e Budapeste, Costa se alterna entre o seu enfeitiçamento pela língua húngara transformada em paixão por Kriska e suas raízes pessoais ancoradas no seu amor por Vanda. Baseado no famoso livro de Chico Buarque, Budapeste nos leva a uma fascinante viagem de um homem separado entre dois continentes e divido por duas mulheres.

Elenco:

Leonardo Medeiros … José Costa
Gabriella Hámori … Kriszta
Giovanna Antonelli … Vanda
András Bálint
Andrea Balogh … Shorthand-writer
Nicolau Breyner … French Ghost Writer
Ivo Canelas … Álvaro
Péter Kálloy Molnár
Antonie Kamerling … Kaspar
Tamás Puskás
Ádám Rajhona
Sandor Istvan Nagy … Fan at airport
Oliver Simor … Pub Guest

E o trailler:

Eu quero! Espero que lance logo nessa cidade de interior. Humf.

Wolverine Origins

wolverine

Sábado passado eu, Bruno, Beto e Fer fomos no shopping assistir Wolverine Origins. Super expectativa, afinal o filme já é sucesso de bilheteria e Marvel é Marvel , né? Sem contar que o Bruno adora HQ e X-men, desde quando começaram a gravar o filme ele falava que queria ver no cinema. Realmente, pra quem gosta de ação e efeitos especiais, recomendo ir ao cinema. Nisso o filme não deixa nada a desejar.

Eu gostei bastante, mas o Bruno achou que o filme está muito “historinha” e menos Wolverine. Isso pode até ser verdade. Embora a origem do Wolverine e dente de sabre ser muito bem contada e detalhada, o filme tem muitos personagens desnecessários.

Uma coisa é fato: só tem gente bonita no filme, fala sério. Cada ator lindo… adorei o estilinho do Gambit (que os viciados em X-men não leiam isso). Menos o Charlie (o ator que faz o Charlie do Lost, não sei o nome dele nem no filme nem de verdade. Pra mim ele vai ser sempre o Charlie do Lost, viciado em drogas ahahaha ele fez o amigo do frodo – hobbit- no Senhor dos Anéis também, acho que Pìmp era o nome dele). Mas valeu a pena ter assistido. Recomendo!

Agora estou doida pra ver Anjos e Demônios (embora eu não tenha gostado do Tom Hanks como Robert Langdon). Acho que esse final de semana vou ver (se estrear aqui em Bauru). Alguém aí já foi?