Carta para meu eu de 10 anos atrás

Este post faz parte da blogagem coletiva do mês de março do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Além de temas de postagens coletivas mensais há uma imensa troca de ideias. Quem sabe assim meu blog não volta a velha forma. Quer participar? Então faça parte do grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Fernanda,

Se eu lhe disser que quem está escrevendo aqui é você mesma 10 anos mais velha, você acreditaria? No alto dos seus 19 aninhos estou eu aqui, aos 29, pra lhe contar algumas coisas e dar alguns conselhos, afinal, quase aos 30 anos muita coisa já aconteceu na minha nas nossas vidas. Se com 19 anos você está frustrada porque seus pais se separam, seu pai está desempregado, você largou o namorado, não entrou na faculdade, trabalha em um subemprego, ganha mal, mora com seus pais (separados), sua cachorrinha morreu, NÃO SURTE. Sério. Os seus anos sabáticos estão quase chegando ao fim. Tá, nem tanto, você ainda vai ter que ralar muito pra desfrutar do que hoje nós estamos vivendo, mas se eu puder lhe ajudar de alguma forma daqui, lá vai minhas dicas.

Pensando bem, hoje nessa minha idade eu tenho muito orgulho do que nós fomos nesses últimos 10 anos.  Só nós sabemos o quanto você batalhou pra estudar, trabalhar, prestar concursos, tentar melhorar de vida. E você só queria naquela época ter tido a certeza que no final tudo ia dar certo, né? Mas quem é que tem essa certeza na vida? E quem foi que disse que nós chegamos ao final? Então, o que eu poderia lhe falar é TENHA CALMA. O seu esforço dará resultados e NADA será em vão. CONTINUE em frente.

Em breve você conhecerá o cara que irá transformar a sua vida e a partir daí só coisas boas acontecerão. E depois desse encontro vai parecer que sua vida começou somente a partir daí. Claro que NADA cairá do céu, você vai ter que continuar ralando e ainda vai fazer a sua tão sonhada faculdade e ter seu baile de formatura. Ainda mais, você será pós graduada em Gestão de Pessoas e ainda não vai se dar por satisfeita. Vai estar sempre querendo mais. É esse espírito seu de hoje que vai transformar a gente em dez anos. E olha que transformação, hein!

Por falar em transformação, você deveria cuidar mais da sua saúde e alimentação. É, os 30 anos não são fáceis e você não terá esse corpinho a vida inteira não. Cuide-se, não só para se sentir bem fisicamente, mas para ter saúde e disposição para curtir os melhores anos da sua vida. Ahn, e comece logo fazendo as luzes no cabelo. Você fica melhor loira (fato!).

Enfim, continue fazendo as coisas do jeito que você tem feito porque embora hoje pareçam sacrifícios a toa, no futuro você vai agradecer a si mesma quanto foi bom ser desse jeito. Sabe aquela frase que você tanto repete: “ai de mim se não fosse eu”? Você vai continuar repetindo, mas vai chegar uma hora que o sentido dela vai mudar, e ela vai ser motivo de orgulho.

Ahn, só mais uma coisinha pra lhe estimular nesse caminho: você vai registrar fotos lindas com sua câmera sonhada, vai ter não UMA, mas DUAS pugs lindas como filhas, vai ter um companheiro incrível e, como plus, vai conhecer Paris. É suficiente? Então por favor, cuide do seu peso rs.

Com carinho, você mesma, em 10 anos, loira, acima do peso, ainda falando alto, ainda otimista e com o mundo inteiro pela frente.

5 comentários em “Carta para meu eu de 10 anos atrás

  1. Nathy que bom que gostou. Nem imagino como seria uma carta do futuro, o presente está tão intenso. Mas seria legal escrever e comparar daqui uns anos, né? É de se pensar na ideia.

    Bjos

    Nanda

Deixe uma resposta para Nanda Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo