cinema

12 posts

Cine + Bob´s + Brinde Mc Lanche

Esses últimos dias tem sido agitado. A pelo menos duas semanas que eu e Bruno temos saído direto. Shows, churrasco na casa de amigos, barzinho, shopping, cinema. Programação agitada.

Sábado passeando pelo shopping me lembrei que inaugurou o Bob´s aqui em Bauru. O que eu estava fazendo que ainda não tinha ido lá devorar o milk shake de ovo maltine?

bobs

Na foto: antes, durante e depois do Milk Shake: pena que acabou ahahaha

Bruno cansado de tanta saideira, a noite ficamos na casa dele assistindo O Primo Basílio, que por sinal, adorei. Ainda não tinha visto, amei o Fábio Assunção como Basílio e a Gloria Pires arrasou como a empregada chantagista Juliana. Não me lembro de muitos detalhes do livro, já faz algum tempo que li, mas pelo que recordei o filme relatou muito bem o livro.

Domingo fomos no cinema assistir Monstros x Alienígenas. Melhor programa de domingo, impossível. O filme é super engraçado e fofo. Fiquei encantada pelo B.O.B, um ser gelatinoso descerebrado. Seus comentários são os mais engraçados. Assistimos em 3D, o que deixou o filme mais encantador ainda. Eu, que adoro desenhos animados, coloquei mais um para a lista de favoritos.

A aventura cômica Monstros x Alienígenas resgata o cinema de horror dos anos 1950, recriando personagens clássicos dos chamados “Filmes B” como heróis de ação. O Monstro da Lagoa Negra (Creature from the Black Lagoon, 1954) virou Elo Perdido, uma criatura meio-macaco, meio-peixe dublada por Will Arnett. A Bolha Assassina (The Blob, 1958) tornou-se B.O.B., um ser gelatinoso descerebrado vivido por Seth Rogen (que nem se esforça para mudar a voz, o que é ótimo). A Mosca da Cabeça Branca (The Fly, 1958) – que a maioria conhece do remake A Mosca (The Fly, 1986) -, virou uma Barata. O Dr. Barata, na verdade, dublado por outro doutor, o House (Hugh Laurie). Completam a equipe um Godzilla-inseto chamado Insetossauro e a moça-gigante Susan Murphy (Reese Witherspoon), inspirada no filme O Ataque da Mulher de 15 Metros (Attack of the 50 Foot Woman, 1958). Não faltam referências ainda a outras monstruosidades do cinema, como A Múmia, O Lobisomem, O Homem Invisível…

Fonte: Omelete

team

Gostei bastante do filme e saindo de lá passamos no Mc pra garantir meus brindes.

Depois eu volto pra contar como entrei para o mundo escuro e sem volta dos viciados na saga do Crepúsculo e pra mostrar as fotos dos meus brindes.

Tropa de Elite

Fui agora a noite assistir o tão falado “Tropa de Elite”.

Ficha Ténica:

Brasil, 2007. Ação. 118 minutos. Direção: José Padilha. Com Wagner Moura, Caio Junqueira, André Ramiro, Milhem Cortaz, Fernanda de Freitas, Fernanda Machado, Fábio Lago.

1997. O dia-a-dia do grupo de policiais e de um capitão do BOPE (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para sua função. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao cumprir suas atribuições, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que servem.

***

O choque que as pessoas têm ao assistir o filme não está alheio a realidade que a população conhece. Embora a maioria dos casos de corrupção, seja na polícia ou em outros órgãos, nem cheguem ao conhecimento da mídia, ver os criminosos serem punidos dá realmente uma sensação de alí­vio. A mídia está criticando o sentimento das pessoas ao assistirem o filme: elas estão se identificando com o Capitão Nascimento, concordando com seus atos. Mas a questão em si não é questionar o que o capitão faz, e sim o porquê ele faz.

“Quantas crianças a gente tem que perder pro tráfico, pra um playboy enrolar um baseado?”

O filme não carrega a hipocrisia do discurso “não à vilência, sim a paz”. Ele mostra CLARAMENTE que quem fuma maconha FINANCIA o tráfico. Quem dá um tapinha só por curtição FINANCIA a violência e o tráfico de armas. Colabora com esse ciclo que não tem fim e com a atual situação calamitosa do Rio de Janeiro.

O Brasil realmente está produzindo filmes cada vez melhores. O cinema nacional está dando um show. E a atuação dos atores, então? Wagner Moura desempenhou seu papel magnificamente. A história tem diversos pontos de reflexão, desde os pobres sem oportunidades, até aos “playboyzinhos” que dão um tapinha de vez em quando. Tropa de Elite merecia ser candidato do Brasil ao Oscar.

Tropa de Elite é baseado no livro A Elite da Tropa, que é baseado em relatos de policiais do BOPE. Eu vou aproveitar meu cupom de desconto em livros na Saraiva e o frete grátis para comprar. Normalmente, os livros são beeeem mais completos que o filme. E eu fiquei doida de vontade de ler.

Pra quem ainda não viu o filme, vá. No cinema, de preferência, onde o som e o movimento das câmeras é bem mais acentuado e perceptí­vel. Apesar de 80% das pessoas que assistiram o filme tenha sido através da cópia pirata, dessa vez eu não colaborei ;c)

Não estou questionando aqui o fato de ser a favor ou contra a pirataria, não! Apenas quis asssitir no filme porque, alé da cópia pirata ser tosca (a qualidade ainda não está boa suficiente para garantir uma cópia :P), quero colaborar e incentivar ainda mais o cinema nacional, que está conquistando cada vez mais o seu espaço. ;c)