carta

20 posts

Carta para Clarice – mês 72

Filha, seis anos.

Hoje passamos o dia todinho juntas. Grudadinhas. Eu me pego lembrando do dia que você chegou, que eu vi seu rostinho pela primeira vez. Eu fui tomada por um amor, simplesmente por você existir. As dificuldades que vieram a seguir, a privação do sono, a nova vida, como tudo mudou.

Hoje sinto que nem vivi aqueles dias, talvez tenha esquecido. Mas sei o quanto foram importantes. Eu te amava simplesmente porque você existia. No início fui tomada por uma escuridão. Não sabia o que fazer. Hoje eu sei. Eu não sabia como sentir, tinha medo. Aos poucos fomos melhorando, fui me informar (privilégio né), buscar informação, lendo, transformando como eu via as suas necessidades.

Transformei a minha forma de ver a infância. Busquei dar prioridade para você, para sua infância, para que minhas dores não falassem mais alto.

É muita nostalgia ver fotos e vídeos de você tão pequenininha. Você tem crescido tão rápido. A infância dura tão pouco tempo e é a base para toda uma vida. Vamos aproveitar cada dia mais. Isso você tem ensinado diariamente.

Eu nunca me doei tanto a alguém. É tão bom viver e crescer com uma menininha como você ao meu lado. Porque eu já estudei muito nessa vida, mas nunca aprendi tanto como aprendo com você.

A montanha russa da maternidade é power demais. Não quero romantizar tudo isso. As mulheres seguem invisíveis para a sociedade patriarcal e as crianças massacradas nessa história. Não é e nunca será culpa sua. Você está apenas sendo criança nesse mundo patriarcal opressor.

Hoje quero dizer que te amo, o quanto te amo, incondicionalmente.

Você veio ao mundo através de mim e eu sou absurdamente honrada por isso. Eu sou sua mãe e não importa o que você faça, o que aconteça, nada pode fazer com que eu deixe de te amar.

Você é livre para ser você!

Eu serei sua mãe e seu Porto Seguro para sempre.

Eu amarei você para sempre, do jeitinho como você é.

Você é a minha pessoa favorita desse mundo.

Que possamos todos os dias celebrar a sua vida.

Carta para Clarice – mês 60

Filha,

Há 5 anos entrei em um oceano profundo. Entrei por vontade própria, consciente.  E eu não sabia nadar rs Entreguei minha alma ao completo desconhecido da chamada maternidade. Quando vi tinha um serzinho no colo. A partir daí fomos caminhando, e acho que estamos fazendo um bom trabalho juntas. Minha filha, você é luz extrema, energia pura de amor. Me ensina todos os dias a viver o presente com poesia.

É louco pensar que você chegou à metade da infância tão rápido. Quero muito que você voe alto, leve. E que você encontre em mim um porto seguro, um abraço sempre quente.

Estamos construindo uma relação tão linda. Você não tem medo de se abrir comigo, contar as coisas “erradas” que faz. Como comer unha ou pintar partes do corpo quando não é hora disso. Mas dá pra contar nos dedos das mãos as vezes que você apronta. Você é uma menina tranquila nas artes, mas super ativa de energia rs não para, fisicamente falando, pula, dá cambalhotas, escorrega 400 vezes seguida no parquinho e chega em casa com energia ainda. Nunca está cansada.

Você já lê tão fluentemente que as vezes até esqueço que tem só cinco anos. E por ser tão precoce, preciso relembrar sempre que você tem só cinco anos.  É perfeccionista que chega ser chata. Corrige tudo, toda hora. Haja paciência rs. Você ama livrinhos, mas o que gosta mesmo são os gibis da turma da Mônica. Aos 5 anos você consegue fazer mais perguntas do que o meu cérebro consegue processar. Tem conversas mais interessantes que muito adulto, e a vida é muito divertida ao seu lado. Você fala sobre planetas, línguas, experiências científicas, abecedários e monstros. Você é um universo inteiro, e tem sido incrível viver essa vida com você.

Estamos passando por uma fase difícil de confinamento e isolamento. Sua energia está a mil e estamos dentro de casa, mas temos nos virado para passar esse tempo com criatividade. E você é muito criativa. Inventa brincadeiras com alpha e Number blocks, lego, gibis e bonecos. Brinca na rede, brinca na sala, brinca no quarto. Muitas vezes brinca sozinha e pede pra eu brincar junto. Eu fico sentida por não ter outras crianças, mas temos o privilégio de ir de vez em quando para Bauru e você brinca até se acabar com sua prima melhor amiga favorita Helena rs

Você gosta de arco íris, letras, números e lego. Inventa histórias, mundos, sempre sendo a princesa guerreira do alfabeto rs Ama sua galocha, meias coloridas e mm. Adora arroz (ainda), mas nessa pandemia experimentou cachorro quente, hambúrguer, pastel e strogonoff (seu prato preferido).

Amo ver o quanto somos parceiras e temos um mundo para descobrir juntas.

Te amo, minha pequena. 💕 Parabéns pelo seu dia.

Carta para Clarice – mês 48

Hoje você faz quatro anos. Quatro anos! 

Você é minha joia rara, é linda, você é o meu amor. Minha passarinha, meu pequeno grande coração, a tradução mais verdadeira do amor que eu já experimentei. Minha alegria é te ver crescer cada dia mais linda, com esse brilho nos olhos, com essa felicidade genuína, com toda essa luz que te permeia e te guia. Obrigada por ser o presente mais lindo e incrível que ganhei na vida.

Há quatro anos você nasceu e eu renasci. 4 anos, no momento exato em que publico esse post. Dia 20/04/2015, às 19h33. Quem me conheceu antes de você sabe no que eu me transformei com a tua chegada. No que VOCÊ me transformou. Obrigada por me escolher, filha. Por me bagunçar, me virar do avesso. Continue tirando tudo do lugar. Minhas certezas, principalmente. Mantenha-se questionadora, inteligente, especial. Você tem esse seu jeitinho que encanta todo mundo. Feliz aniversário, pituquinha! Que sempre transborde amor, que nunca te falte coragem!

Você é assim. O tempo é seu, e você sempre me levando para novidades, descobertas. Você me olha no fundo dos olhos e me mostra que é o presente que importa. É a presença. Você é um milagre. Espelho dos meus defeitos, lição sobre minha ingenuidade, indiferença aos meus medos. A expectativa e o nunca esperado. Você é a contadora das minhas historias, minha aula diária de ser gente. Amo as surpresas a cada instante, amo a vida que não planejamos. Amo como somos companheiras e nunca solitárias. Cúmplices, mas nao dependentes. O que posso fazer de mais bonito é ensinar a voce viver sem mim.

Voce é uma surpresa diária de mim. Meu projeto de ser melhor, minha maturidade no grito, minha muda de gente que vingou.

Amo voce pequena.

Poucas coisas nesse mundo são tão importantes quanto criar filhos. Em todas as épocas, todas as eras, todos os tempos e lugares, as crianças são nossos tesouros, nosso futuro, nossa imortalidade – o elo vital da cadeia da humanidade. Palavras me faltam e uma pequena lágrima escorre pelo meu rosto. De felicidade e emoção, por ter por lindos quatro anos você em nossas vidas. Toda vida e toda luz para você, minha pequena. A alegria se mistura na tristeza de te ver crescer. Mas voa passarinha, que foi pra isso que você veio aqui, né?

Feliz aniversário meu pequeno grande amor.

Carta para Clarice – mês 36

Clarice,

“Tereis” anos, minha filha. Você completou três anos e eu mal posso acreditar. Como assim aquele bebê que eu fotografava semanalmente tem agora “tereis” anos, como você mesma diz rs

Eu pisquei e agora tenho uma menininha em casa, que sabe falar o erre das palavras, que escolhe os livros na livraria, não tem medo de nada pela frente, pula, enfrenta, se arrisca, sabe que o mundo é todo seu. Ainda apaixonada pelo sapinho, muito precoce querendo só saber de letras e números, inacreditavelmente está lendo algumas palavras, reconhece e conta até o 100, em português e inglês. Mais do que listar tudo que você sabe fazer e nos impressiona, prefiro mais uma vez reforçar o quanto sua presença em nossas vidas alegra e ilumina. A gente se diverte, ri o dia todo, é cada coisa que você fala.

A escola nos chamou pra conversar, você ao mesmo tempo que é mais quieta que as outras crianças, está há anos luz na frente no aprendizado. Forma, cores, letras, números, palavras, livros, tudo isso te fascina e por mais que a gente mude o foco, você volta neles.

Sua festinha de três anos não poderia ter outro tema, né? ABC e 123 rs. Titia Mariana fez tudo: decoração, lembrancinha, caixinhas, tudo. E ficou tão lindo, você repetia a todo tempo que queria uma festa do abece um dois três.

A gente celebra sua vida, minha menina, porque você só trouxe coisas boas. Aprecia as coisas boas da vida, como uma boa música e brigadeiro. Por falar em música, você está encantada pelas músicas dos Saltimbancos. Canta todas, pede algumas específicas e aprendeu a tocar no xilofone a Minha Canção. O papai tocou uma vez e você logo imitou. Agora para nossa surpresa, do nada você tocou o refrão do Rebichada sozinha no xilofone. E reconhece todas as notas musicais. Não sei de onde você herdou toda essa inteligência, sensibilidade para música. Acho que são muitas vidas evoluídas em você, minha filha, não tem outra explicação não.

Eu desejo sempre minha filha, sempre, que você seja feliz. Se é música que lhe faz feliz, música você vai ter. Se são números ou letras, também terá. A gente anda procurando umas sarnas pra se coçar, achando que tem alguma coisa errada, aliás, muito certa com você. Mais pra frente você vai entender. Eu só não quero errar por deixar de fazer, por isso faço, mas sei que seu espírito evoluído que veio pra transformar que nos impressiona.

Continue assim, sensível, inocente e inteligente. Que sabe o que quer, que não precisa e nem quer agradar os outros. Que nosso amor te guie pelos melhores caminhos, que você continue fazendo a diferença e encantando todos ao seu redor.

Eu não consigo nem expressar o quanto tenho orgulho de ser sua mãe. Que Deus me dê muita sabedoria para ser a mãe que você merece.

Brinquedo favorito: lego, letras coloridas

Comida favorita: arroz, feijão

Música favorita: Todas dos Saltimbancos rs

Desenho favorito: Busy Beavers e Festa de Palavras

Livro favorito: Hora de Brincar, Sapinhos. Monstro Rosa

Brincadeira favorita: Balanço e escorregador. Massinha

Carta para Clarice – mês 30

Pituquinha,

Os dois anos e meio chegaram e com eles as palavras, as frases, o entendimento das coisas, a esperteza em um nível incrível. Que privilégio o meu, ter a oportunidade de ver um serzinho tão especial como você descobrir o mundo.

Você aos dois anos e meio tem uma energia impressionante. Sério. De ficar uma festinha de aniversário inteira intercalando os brinquedos pula pula e escorregador, e só parar na hora que o corpinho pede água e olha la rs

Você é fissurada por escorregador rs E temos a sorte de viver em um prédio que tem um playground com escorrega. Quer vê-la feliz? É só descer pra brincar um pouquinho. E você escorrega uma, duas, duzentas vezes sem parar rs E repete como na música: “eu quelo blincar de escorregador”. “Então brinca”, eu sempre respondo rs

Essa fase de falação é muito engraçada. Muito embora muitas vezes só a mamãe te entenda, a gente se comunica super bem e você se faz entender. Fala muito bem o “não quelo”. Eita que eu não aguento mais ouvir essa frase: é “não quelo” o dia inteiro. kkkkk haja paciência né.

Nós finalmente liberamos um pouco mais sua alimentação e você descobriu o bligadeilo rsrs Bobinha você né? Ahn o “pilulito” também, as duas coisas que você mais gosta do novo mundo de sabores ao qual foi apresentada. Mas continua comendo super bem, obrigada.

Filha, eu já disse mais de uma vez o quanto você é especial, importante, essencial nas nossas vidas. E vou sempre repetir. Você veio pra somar, e o tempo vai passando e a gente só tem mais certeza disso. Eu tenho até medo do quanto te acho incrível e especial, as vezes acho que sou exagerada em achar você linda, inteligente, esperta, diferenciada rs Toda mãe é meio coruja mesmo, né?

Você aprende diariamente, já aprendeu tanto, mas não mais que eu sendo sua mãe. Você me transformou e transforma todos os dias, a mãe que eu achei que seria pra você logo que nasceu já é uma versão tão diferente da que eu sou hoje. Uma versão tão melhorada, que entende todos os dias que estarmos juntos é tão mais importante que aquele brinquedo que eu comprei muito antes de você nascer. Que nossa parceria é construída diariamente, e eu já vejo o resultado disso quando você me olha nos olhos, chamando por mamãe, com um brilho no olhar que derrete meu coração, e me energiza tanto. Me faz querer fazer um mundo melhor por você, pra você.

As coisas não são e não estão fáceis no nosso mundo, mas você é a esperança pra esse mundo, pequena. Se tiverem mais crianças nesse mundão com sua inteligência, seu coração puro (e eu sei que tem), a gente continua acreditando que as coisas podem dar certo, Por você.

Você é o meu maior desafio. Eu leio livros sobre educação, pra tentar ser uma mãe melhor pra você. Eu aprendi a ler rótulos de alimentos, a combinações nutricionais, a separar o lixo corretamente, a cuidar de cabelos cacheados (eu aaaamo seus cachimbos), aprendi sobre educação positiva, a me controlar quando meu desejo é sair gritando pela casa (tá, as vezes isso acontece, mas é raramente rs). E ainda assim eu já errei muito, e você vem pra me mostrar tantos outros aprendizados importantes.

Eu sei que temos tanto pela frente ainda, minha tchuquíssima (já percebeu que você tem vários apelidos ne rs). Mas eu só tenho certeza de uma coisa: se continuarmos assim, juntas, companheiras, parceiras, conectadas como somos, venceremos todas as etapas que você terá nessa sua vidinha que está apenas começando. E saiba: eu serei sempre sua fã número 1, sua guia, seu porto seguro. Ouça a mamãe dizendo: I love you!