Amigos

“Preciso de Alguém”

Que me olhe nos olhos quando falo,
que ouça as minhas tristezas e neuroses com paciência e,
ainda que não compreenda, e sim respeite os meus sentimentos.

Preciso de alguém que venha brigar ao meu lado sem precisar ser convocado;
alguém amigo o suficiente para dizer-me as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso odiá-lo por isso.

Nesse mundo de céticos, preciso de alguém que creia nessa coisa misteriosa, desacreditada, quase impossível: A AMIZADE.

Num mundo de inimigos só preciso de UM amigo que me teime em ser leal, simples e justo, que não vá embora se algum dia eu perder o que tenho e não for mais a sensação de festa.

Preciso de um amigo que receba com gratidão o meu auxílio,
a minha mão estendida, mesmo que isto seja muito pouco para as suas necessidades.

Preciso de um amigo que também seja companheiro nas farras e pescarias, das guerras e alegrias, e que no meio da tempestade grite em coro comigo: “nós ainda vamos rir muito disso tudo” e ria muito.

Não pude escolher aqueles que me trouxeram ao mundo,
mas posso escolher o meu amigo, e nessa busca empenho minha própria alma,pois com a amizade verdadeira a vida se torna, mais rica e mais bela…

Decepção

Será que a morte resolve? Não quero que sofra dores fisicas. Só quero que não exista mais, para eu não ter de esperar todo dia pelo dia de vc voltar. É que na época em que eu estou lúcida e te odeio muito – cato o saco de motivos que meu e vasculho até lhe desejar o fim. Mas há outras em que me falha a memória e a saudade me traz você bom, adorável. Aí amo e amo e amo até me perder na ilusão. Só vou reaver-me dias depois, já de joelhos vasculhando o chão a procura de minha vida.

Nessas horas daria o senso de humor e um dedo mindinho pra saber o que vc anda pensando aí nas distancias. Pensa na guerra do Iraque? No horário do programa da mtv? Nas reuniões de segunda feira? Pensa em mim quando acorda? E quando vai dormir? Inventa casas para morarmos, planeja viagens pelo Brasil, escolhe lugares para passarmos o final de semana?

Preciso tanto arrumar tempo pra aprender a te querer menos, mas ando muito ocupada remendando um coração partido. É tarefa longa, não costuro bem. E é longa a avenida de clichês que se engarrafam nos pensamentos da minha cabeça. Amor BURRO.

As vezes me assolam desejos insanos. Quero subir no telhado de casa e gritar seu nome bem alto. Quero pichar o muro do aeroporto com versos apaixonados. Desejo plantar bandeiras de amor nos arranha-ceus de Xangai ou lavar o chão da cidade inteira se isso provar nossa história impossível.

E tem dia de decisões. Nenhuma lágrima mais, nenhum lamento! Plantarei um país minado inatacável dentro do meu coração. Cavalgarei quatro luas no cavalo que vc me deu para a noite engolir o escuro que há dentro de mim. Acenderei uma alameda de velas para te celebrar. No dia de teus anos, acompanhada dos seres que amam sem medo, vou, em procissão, pedir a Mãe que te liberte para amar assim. Pedirei tambem que sua vida seja boa e feliz. E construirei uma capela na colina mais bonita, para lembrar a Deus que tenho esperanças. Sento ali e espero um milagre. E depois de 50 anos, se nada acontecer, morro eu, cansada por sofrer dores fisicas a cada dia que meu corpo gritou pelo seu.

E olha que eu só queria andar de mãos dadas e viver contente ao seu lado….

Mudança

Eu preciso de granaaaaa…
meu, estou totalmente sem dinheiro, vou começar um novo ano dura, sozinha e sem nada pra fazer.. em Bauru

Nossa, como de um dia para o outro as coisas em nossas vidas mudam tanto.. prefiro nem comentar, só espero que os dias passem rápido..
preciso sair, me distrair, fazer uma boa ação..
É, eu preciso…

19 anos

Aniversário (Alvaro de Campos)

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a.olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco.
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui…
A que distância!…
(Nem o acho… )
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes…
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio…

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos …
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim…
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui…
A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais copos,
O aparador com muitas coisas — doces, frutas, o resto na sombra debaixo do alçado,
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa,
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos. . .

Pára, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira! …

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!…

Infelizmente não existe mais festinhas, bolo e brigadeiros.. mas existem as amizades e os abraços, que valem mais do que qualquer brigadeiro…
E os salgadinhos da mãe da cláudia, é claro…

Estou quase indo embora da clínica depois de me entupir de rizólis e bolinhas de queijo….

Meu dia

Parabéns, Parabéns, hoje é o meu dia, que dia mais feliz!!!

19 anos.. 5 de dezembro, data tão festiva…
Pena que o dia está horrivelmente chuvoso e eu não tenho nada pra fazer.. mas estou feliz..
não é todo dia que se fazem 19 anos!!

eu x eu

O meu mundo não é como o dos outros,
quero demais, exijo demais;
há em mim uma sede de infinito,
uma angústia constante que nem eu
mesma compreendo, pois estou longe
de ser uma pessoa; sou antes uma exaltada,
com uma alma intensa, violenta, atormentada,
a alma que não se sente bem onde está,
que tem saudade… sei lá de quê!”…

A volta

Retomarei esse blog, apesar de ter perdido os posts antigos, numa crise de raiva apaguei tudo.. mas calma que eu volto!